PUBLICIDADE
Saúde
NOTÍCIA

Semana de doação de medula óssea segue até dia 21; confira como ser um doador

O Ceará é o estado no Nordeste com maior número de cadastros

13:27 | 15/12/2020
O Ceará é destaque na doação de medula óssea no Nordeste  (Foto: Pixabay)
O Ceará é destaque na doação de medula óssea no Nordeste (Foto: Pixabay)

Criada pela Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia, a Semana de Mobilização Nacional para Doação de Medula Óssea ocorre entre 14 e 21 de dezembro e lembra da necessidade da doação de medula óssea para o tratamento de pacientes com cânceres e doenças do sangue. No Ceará, o Hemoce é responsável por realizar o cadastro dos doadores de sangue e de medula óssea. Ao todo, são 208.619 pessoas, sendo o estado do Nordeste com o maior número de cadastros.

Para ser um doador de medula óssea, é necessário ter entre 18 e 55 anos, comparecer a uma unidade do Hemoce com um documento de identificação com foto, ser saudável e não ter tido câncer. Ao final, o futuro doador preenche um formulário com dados pessoais e é coletado uma amostra de seu sangue.

O transplante ocorre após a compatibilidade ser verificada. É retirada uma parte da medula do doador, que produz células novas e saudáveis, e se regenera em alguns dias. Essa parte da medula é inserida no paciente no lugar da medula doente. A doação de medula óssea combate doenças como leucemias refratárias/recidivadas, linfomas refratários/recidivados, mielofibrose, mieloma múltiplo e anemia aplásica.

Leia Mais | Hemoce passa a entregar carteirinha do doador logo após doação de sangue