PUBLICIDADE
Saúde
NOTÍCIA

Prevenção ao câncer de mama é tema em live nesta quarta-feira, 30

Em transmissão pelo perfil do Instagram da Sesa, o encontro virtual será para conscientizar a população acerca do tema

Mirla Nobre
17:24 | 30/09/2020
Células de câncer de mama, vistas com auxílio de microscópio eletrônico; a imagem foi colorida em computador (Foto: Khuloud T. Al-Jamal, David McCarthy e Izzat Suffian)
Células de câncer de mama, vistas com auxílio de microscópio eletrônico; a imagem foi colorida em computador (Foto: Khuloud T. Al-Jamal, David McCarthy e Izzat Suffian)

Prevenção ao câncer de mama é tema em live da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), nesta quarta-feira, 30, a partir das 17h. Em transmissão pela página do Instagram da pasta, o encontro virtual é para conscientizar a população acerca do tema. O bate-papo tem como convidado o cirurgião oncologista, mastologista e presidente do Comitê de Controle de Mama no Ceará, Luiz Porto.

Perto de iniciar o mês de conscientização ao câncer de mama, mês de outubro, a Sesa destaca a realização da mamografia a cada dois anos como uma das medidas iniciais para prevenção. Para ter acesso ao exame, as mulheres devem procurar a atenção primária à saúde, onde recebem o devido encaminhamento para uma policlínica do Governo do Ceará.

Segundo o médico Luiz Porto, alguns hábitos saudáveis podem ajudar a prevenir a doença. Com uma boa alimentação e atividade física, é possível reduzir o risco de a mulher desenvolver câncer de mama. Por isso, é tão importante controlar seu peso, ter uma alimentação saudável e praticar exercícios pelo menos três vezes por semana. A amamentação também é considerada um fator protetor”, explica o especialista.

Conforme a presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia Regional Ceará (SBM), Aline Carvalho, as principais medidas para evitar este aumento de casos de câncer de mama é a conscientização da doença logo cedo e que a realização da mamografia de rastreamento seja feita a partir dos 40 anos anualmente. “É necessário um plano prioritário de rastreamento mais efetivo para o diagnóstico precoce do câncer de mama na faixa etária abaixo dos 40 anos e acima dos 50 anos. A recomendação é que as mulheres não atrasem os exames mamários”, explica.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima que, neste ano, o Ceará deve registrar 2.510 novos casos de câncer de mama. Os fatores de riscos para a doença podem estar relacionados à mutação genética, obesidade, não lactação, uso abusivo de hormônios, alcoolismo e sedentarismo.

Leia Também | Casos de câncer de mama no Ceará têm aumento de 40% nos últimos 10 anos, diz estudo

Câncer de mama: rede de atendimento no Ceará

O estado do Ceará conta com nove hospitais para atendimento oncológico. São eles o Hospital Geral de Fortaleza (HGF), Hospital Infantil Albert Sabin (Hias), Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Centro Regional Integrado de Oncologia (Crio), Hospital Fernandes Távora, Instituto do Câncer do Ceará (ICC), Maternidade Escola Assis Chateaubriand (MEAC), Santa Casa da Misericórdia de Fortaleza; Hospital Maternidade São Vicente de Paulo, em Barbalha e Santa Casa de Misericórdia de Sobral.

Segundo a Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa), ainda há ainda 22 Serviços de Referência para Diagnóstico de Câncer de Mama. Os serviços são regionais e estão presentes em Fortaleza, Pacajus, Caucaia, Baturité, Itapipoca, Aracati, Russa, Quixadá, Limoeiro do Norte, Tauá, Sobral, Acaraú, Tianguá, Crateús, Camocim, Icó, Iguatu, Brejo Santo, Crato e Juazeiro do Norte. Dezenove deles são as policlínicas regionais do Governo do Ceará, onde a população tem acesso a mamógrafo e diagnóstico precoce do câncer de mama.

Serviço
“Saúde & Você” - Live Prevenção ao Câncer de Mama
Onde: Perfil da Sesa no Instagram (@saudeceara)
Quando: 30 de setembro (quarta-feira), às 17 horas