PUBLICIDADE
Saúde
Noticia

Especialistas detalham cuidados extras para pessoas com coagulopatias durante a pandemia

O Dia Mundial de Conscientização da Hemofilia é comemorado nesta sexta-feira, 17

Luana Façanha
21:07 | 16/04/2020
FBH ressalta que não é preciso mudanças bruscas de tratamento por conta da Covid-19
FBH ressalta que não é preciso mudanças bruscas de tratamento por conta da Covid-19 (Foto: BARBARA MOIRA)

No dia 17 de abril é celebrado o dia Mundial da Conscientização da Hemofilia, condição de algumas pessoas que convivem com transtornos de coagulação sanguínea, que afetam cerca de 337 mil pessoas no mundo inteiro. Pensando na data, na situação atual de pandemia e no fato de o Brasil ser o quarto país com maior número de casos confirmados, a Federação Brasileira de Hemofilia (FBH) resolveu apontar os cuidados necessários para pessoas com algum tipo de coagulopatia durante o período de confinamento.

Entre as recomendações, é destacado que não existem evidências que exijam mudanças no tratamento adotado, além de não ser necessária a preocupação em escassez de fatores de coagulação, essenciais para o tratamento de prevenção e o domiciliar.

A Coordenação Geral de Sangue e Hemoderivados (CGSH) sugere que hemocentros liberem doses extras para tratamento domiciliar para a continuação de tratamentos preventivos, mesmo para pessoas com coagulopatias que não estejam entre os grupos de risco de coronavírus.

Tania Maria Onzi Pietrobelli, presidente da FBH, afirma que no momento, por conta da pandemia, é importante tranquilizar as pessoas com coagulopatias hereditárias em relação à continuidade de seus tratamentos, e continuem com tratamentos preventivos.

Entre outras recomendações destacadas, a FBH indica um estoque de pequenas proporções em residências de pessoas que realizam tratamentos, sendo recomendado apenas o suficiente caso haja atraso nas entregas. Também é indicado que, em caso de suspeita de Covid-19, o médico que acompanha o tratamento seja informado.

Detalhes específicos sobre tratamentos para diversas doenças derivadas a distúrbios de coagulação sanguínea, estão no documento oficial divulgado pela FBH.