PUBLICIDADE
Noticia

128 municípios do Ceará entram em consórcio para compra direta de vacinas

O projeto busca dar suporte a prefeituras caso o Ministério da Saúde não consiga suprir demanda por vacinas, remédios ou insumos médicos

Carlos Mazza
16:05 | 05/03/2021
Prefeitura de SP formaliza compra de 5 milhões de vacinas da Janssen (Foto: )
Prefeitura de SP formaliza compra de 5 milhões de vacinas da Janssen (Foto: )

Com previsão de instalação no fim de março, consórcio público entre prefeitos brasileiros para a aquisição de vacinas já conta com interesse de adesão de 128 prefeituras do Ceará. Com isso, quase 70% de todos os municípios do Estado podem aderir ao projeto, que busca dar suporte às gestões caso o Ministério da Saúde não consiga suprir demanda por imunizantes.

A iniciativa é organizada pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e já conta com manifestação de 1.703 prefeituras, com 30,5% de todos os 5.570 municípios do País. No Ceará, estão na lista todas as dez maiores cidades do Estado, incluindo Fortaleza, Caucaia e Juazeiro do Norte.

O prazo para adesão de novas prefeituras ao programa acabou às 12h desta sexta-feira, 5. A ideia do grupo é ampliar a pressão sobre o governo federal para a aquisição de vacinas de "todas as marcas possíveis".

Veja quais os municípios cearenses:

ABAIARA
ACARAPE
ACARAÚ
ACOPIARA
ALCÂNTARAS
ALTO SANTO
AMONTADA
ANTONINA DO NORTE
APUIARÉS
AQUIRAZ
ARACATI
ARACOIABA
ARATUBA
ASSARÉ
BARBALHA
BARREIRA
BATURITÉ
BEBERIBE
BOA VIAGEM
BREJO SANTO
CAMOCIM
CAMPOS SALES
CARIDADE
CARIRÉ
CATARINA
CATUNDA
CAUCAIA
CEDRO
COREAÚ
CRATO
CROATÁ
DEPUTADO IRAPUAN PINHEIRO
FORQUILHA
FORTALEZA
FORTIM
FRECHEIRINHA
GENERAL SAMPAIO
GRANJA
GRANJEIRO
GROAÍRAS
GUAIÚBA
GUARAMIRANGA
HIDROLÂNDIA
HORIZONTE
IBIAPINA
ICAPUÍ
ICÓ
IGUATU
IPAPORANGA
IPAUMIRIM
IPUEIRAS
IRACEMA
IRAUÇUBA
ITAIÇABA
ITAPAJÉ
ITAPIPOCA
ITAREMA
JAGUARETAMA
JAGUARIBARA
JAGUARIBE
JAGUARUANA
JATI
JIJOCA DE JERICOACOARA
JUAZEIRO DO NORTE
JUCÁS
LAVRAS DA MANGABEIRA
LIMOEIRO DO NORTE
MADALENA
MARACANAÚ
MARANGUAPE
MARCO
MARTINÓPOLE
MAURITI
MERUOCA
MILAGRES
MILHÃ
MIRAÍMA
MISSÃO VELHA
MOMBAÇA
MORAÚJO
MULUNGU
NOVA OLINDA
NOVA RUSSAS
NOVO ORIENTE
OCARA
ORÓS
PACOTI
PALMÁCIA
PARAIPABA
PARAMOTI
PEDRA BRANCA
PEREIRO
PIQUET CARNEIRO
PIRES FERREIRA
PORTEIRAS
POTENGI
POTIRETAMA
QUITERIANÓPOLIS
QUIXADÁ
QUIXELÔ
QUIXERÉ
REDENÇÃO
RERIUTABA
RUSSAS
SANTA QUITÉRIA
SANTANA DO CARIRI
SÃO BENEDITO
SÃO GONÇALO DO AMARANTE
SÃO JOÃO DO JAGUARIBE
SÃO LUÍS DO CURU
SENADOR POMPEU
SENADOR SÁ
SOBRAL
SOLONÓPOLE
TABULEIRO DO NORTE
TAMBORIL
TARRAFAS
TAUÁ
TEJUÇUOCA
TIANGUÁ
TRAIRI
TURURU
UMIRIM
URUBURETAMA
URUOCA
VARJOTA
VÁRZEA ALEGRE
VIÇOSA DO CEARÁ

Confira a relação completa de municípios que aderiram ao consórcio.

“O consórcio não é para comprar imediatamente, mas para termos segurança jurídica no caso de o Plano Nacional de Imunização (PNI) não dar conta de suprir toda a população. Nesse caso, os prefeitos já teriam alternativa para isso”, afirma nota do presidente da FNP, o ex-prefeito de Campinas (SP), Jonas Donizette (PSB).

Com a formalização do consórcio, todos os municípios inscritos terão até 15 dias para aprovar um projeto de lei autorizando a adesão ao programa. Após a aprovação e sanção dos projetos, constituição legal, criação de um CNPJ e escolha de uma diretoria, o consórcio estará apto a adquirir vacinas.