Julinho rebate Fernanda sobre apoio do PT a Roberto Pessoa em Maracanaú: "Prepotente"

Enquanto Fernanda Pessoa diz que Lula e o PT não deveriam "desagradar" a uma deputada da base e apoiar seu pai, Julinho afirma que peso de Cid Gomes para definição no município é bem maior, considerada a liderança dele sobre na bancada federal e estadual

O deputado estadual Júlio César Filho (PT) afirmou ao O POVO ter considerado "prepotente" a afirmação da deputada federal Fernanda Pessoa (União Brasil) conforme a qual o PT e seus principais líderes devem apoiar a reeleição do prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa (UB), pai dela, pois não seria interessante "desagradar uma deputada da base". A parlametar frisou ao O POVO ser tanto da base do governador Elmano de Freitas como do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ambos do PT. 

"Eu li de forma muito pedante, prepotente e arrogante que, para não desagradá-la, eles têm que apoiar o prefeito Roberto Pessoa. Ela costuma ser assim. Acho que pesa bem mais (para uma definição de apoio) o senador Cid Ferreira Gomes, aliado de primeira hora, líder de quatro deputados federais, de 10 deputados estaduais e de 43 prefeitos", rebateu Julinho, ex-líder do governo de Camilo Santana (PT) na Assembleia Legislativa. Atualmente, Camilo é ministro da Educação. 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O parlamentar argumentou que o grupo liderado por Roberto Pessoa apoiou a eleição de Capitão Wagner (União Brasil) ao Governo do Ceará, em 2022. Sobre o segundo turno da corrida presidencial, Julinho propôs um desafio, o de que alguém lhe mostre foto de Roberto ou Fernanda Pessoa com um botton, adesivo ou santinho de Lula. "Eles não moveram uma palha para a campanha do Lula. (...) Se quem tivesse ganhado fosse o presidente Bolsonaro, eles iriam dizer que apoiaram o Bolsonaro", adiciona o parlamentar.

Indagado sobre se tem certeza da presença de Elmano, Camilo e Lula em eventual palanque, o petista respondeu que a questão está "em processo de construção". "A gente tem uma Executiva Municipal (do PT) que tem um espaço dentro da gestão (de Maracanaú). Tem uma secretaria da Juventude (Nailton Marques, do PT). Mas a executiva municipal está empregada em cargos medíocres. Cargos bem menores. A gente está conversando que isso não é do nível de um partido de presidente da República, do nível de governador do Ceará e de ministro da Educação", respondeu. 

Julinho sobre Baima: "Sair do Instagram e se portar como opositor"

Julinho disse que os movimentos em prol da candidatura dele ao Executivo maracanauense também passarão pelos deputados federais José Guimarães, principal articulador do PT no Ceará, além de José Airton Cirilo. O deputado estadual ainda voltou o olhar para a disputa interna no petismo de Maracanaú. Avaliou que Daniel Baima, também pré-candidato a prefeito do município metropolitano, tem de se portar como opositor.  

"Foi um excelente adversário nas eleições de 2020. Agora, estamos disputando prévias dentro do PT. Gostaria que ele se colocasse, para o partido em si e para a população, como pré-candidato. Ele não se posiciona como oposição ao prefeito Roberto Pessoa. Só vejo ele postando fotos dentro da academia. Fica a cobrança para ele, já que quer ser candidato", acrescentou.

Julinho é filho do ex-prefeito Júlio César Costa Lima, de família tradicional em Maracanaú e que foi por anos adversária dos petistas.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

julinho pt 2024 pt maracanaú 2024 maracanaú eleições 2024

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar