Vitor Valim reduz orçamento de Deuzinho a 1/4 em reforma administrativa

O vice-prefeito entende a iniciativa de Valim como uma retaliação política devido ao rompimento entre eles em 2022

A Prefeitura de Caucaia rebateu versão do vice-prefeito do município, Deuzinho Filho (UB), segundo a qual as atividades no gabinete dele foram encerradas por falta de verba responsável pela manutenção das atividades. Ao mesmo tempo, Deuzinho irá trabalhar com orçamento reduzido em aproximadamente um quarto do que utilizou em 2023. É o equivalente a R$ 461,5 mil, conforme a gestão municipal disse em nota ao O POVO.

A gestão diz que Deuzinho, pré-candidato do União Brasil à Prefeitura de Caucaia, utilizou R$ 5,5 milhões de 2021 a 2023. "A Prefeitura de Caucaia, prezando pela verdade e uso responsável dos recursos públicos do município, informa que no ano de 2021 foi gasto pela vice-prefeitura o valor de R$ 891.284,77, já no ano 2022 foi gasto mais de R$ 2.848.340,95 e em 2023 o valor alcançou R$ 1.770.082,12", diz o comunicado, que frisa que o remanejo de verba repercute em todas as secretarias.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Reforçando o compromisso com a entrega e melhoria na qualidade de vida de todos os caucaienses, a gestão municipal está realizando uma reforma administrativa e financeira em todas as secretarias municipais. Sendo ainda previsto em 2024, o gasto na vice-prefeitura, no valor de R$ 461.500,00, a serem utilizados conforme critério prioritário do gestor da pasta", complementa. 

Deuzinho entende a iniciativa de Valim como uma retaliação política devido ao rompimento entre eles em 2022. Conforme Deuzinho disse ao O POVO em julho de 2023, a cisão ocorreu como consequência do tratamento dispensado a ele pelo prefeito.

"Não é empregado do prefeito. Vice é parceiro e ajudante. Então, na medida em que ele começou a me tratar como empregado e começou a ter um tratamento hostil em relação às minhas atividades, preferi romper", afirmou Deuzinho. À época, ele já se queixava de atrasos nas nomeações do gabinete dele.

“Eles não quiseram conversar, só enviaram o ofício de diminuição de recursos, mas acredito que seja mais uma retaliação ainda por conta de 2022. Que também já havia tido a expulsão do prédio da prefeitura na ocasião. E dessa vez foi pior, porque a Casa de Projetos Yara Guerra, que tem várias ações e projetos a favor da cidade, ficou inviabilizada”, completou o vice-prefeito, como noticiado por O POVO nessa quinta-feira, 11.

Confira a nota da Prefeitura de Caucaia na íntegra: 

"A Prefeitura de Caucaia, prezando pela verdade e uso responsável dos recursos públicos do município, informa que no ano de 2021 foi gasto pela vice-prefeitura o valor de R$ 891.284,77, já no ano 2022 foi gasto mais de R$ 2.848.340,95 e em 2023 o valor alcançou R$ 1.770.082,12. Reforçando o compromisso com a entrega e melhoria na qualidade de vida de todos os caucaienses, a gestão municipal está realizando uma reforma administrativa e financeira em todas as secretarias municipais. Sendo ainda previsto em 2024, o gasto na vice-prefeitura, no valor de R$ 461.500,00, a serem utilizados conforme critério prioritário do gestor da pasta."

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar