Participamos do

Em depoimento a CPI do Motim, vereador diz que policiais são tratados pior que cavalos da PM

O vereador Sargento Reginauro (UB) saiu em defesa das entidades policiais e acusou a CPI de não compartilhar documentos com sua defesa
15:11 | Abr. 12, 2022
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O vereador Sargento Reginauro Sousa (Pros) depõe nesta terça-feira, 12, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a possível relação de associações de militares com o motim ocorrido em 2020 no Ceará. Reginauro foi presidente da Associação dos Profissionais da Segurança (APS). Assista ao vivo:

O vereador iniciou seu pronunciamento fazendo elogios ao presidente da CPI, deputado Salmito Filho (PDT), e defendeu estranhar a desorganização, segundo ele, da CPI. Ele afirmou que advogados pediram acesso aos documentos apresentados na semana passada e afirmou não ter tido acesso.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Se essa é uma comissão parlamentar de inquérito como deveria ser em qualquer Casa Legislativa séria, esses documentos eram pra estar não apenas de uso dos parlamentares que estão aqui. Porque isso aqui não é o tribunal da inquisição. Está sendo feito uma apuração de dados? Os documentos foram entregues ao Ministério Público do Estado do Ceará que solicitou isso anterior a essa CPI? Por que que esses documentos não estão disponíveis? Na ocasião necessária vou esclarecer sobre os cheques todos os que foram assinados e estão lá com a minha assinatura, podem ter certeza", disse o vereador.

Reginauro saiu em defesa das entidades que representam policiais e disse que as insituições existem por causa da negligência do Estado. Ele afirmou ainda que os animais da Polícia são tratados melhor que os policiais. Segundo ele, os cavalos têm hora para entrar e para sair dos desfiles, mas os policiais não têm.

"Essas entidades existem porque o Estado é omisso (...) O estado se acostumou a tratar militares como animais. Opa, não. Não vou ferir a legislação ambiental de proteção aos animais. Trata pior do que animais, porque animais tem leis pra protegê-los. Eu provo. Os cães da polícia militar, tem hora pra entrar no desfile de Sete de Setembro e hora pra sair para que a polícia militar não sofra nenhuma sanção diante das leis ambientais. Só que não tem hora para entrar e hora pra sair é o policial. O bombeiro que chega no dispe de setembro às seis da manhã e vão sair muitas vezes depois das quatorze horas", completou Reginauro. 

Reginauro disse ainda que, após a paralisação de 2012, o relator da CPI, deputado estadual Elmano de Freitas, estava ao lado dos manifestantes e propôs anistia a eles. Vereadores de Fortaleza acompanham a reunião, como Carmelo Neto (PL), Priscila Costa (PSC), Márcio Martins e Dudu Diógenes.

O presidente da CPI rebateu as acusações de que os documentos não teriam sido compartilhados com a defesa do vereador depoente. "Nós temos dado sigilosos, inclusive de muitas pessoas e nós não vamos disponibilizar a foto de nenhum dado sigiloso como manda a lei em respeito a todas essas pessoas. Ontem os advogados estiveram aqui e tiveram acesso a todos os dados e levaram o protocolo em pen drive de todos os dados, exceto os que são sigilosos porque nós não podemos fornecer a fotografia", disse o deputado. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar
1