Participamos do

Capitão Wagner acusa Ciro de "ingratidão e desrespeito" ao criticar Lula

O pré-candidato ao governo do Ceará pelo União Brasil participou, nesta terça-feira, do evento de filiação da legenda na Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE)
20:41 | Mar. 22, 2022
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O pré-candidato ao governo estadual Capitão Wagner afirmou que o pré-candidato a presidente Ciro Gomes (PDT) age com "ingratidão e desrespeito" ao usar as criticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como estratégia  eleitoral.

"Quando eu vejo um candidato, que se diz cearense, de manhã batendo no (Sergio) Moro, de tarde batendo no (Jair) Bolsonaro, de noite ele bater no cara que deu a oportunidade pra ele se tornar ministro. Porque quando o Ciro bate no Lula, pessoal, ele era da casa do Lula, ele era do time do Lula, ele era ministro do Lula. Isso se chama ingratidão e desrespeito. Isso se chama oportunismo", disse Wagner, nesta terça-feira, 22, no Auditório Murilo Aguiar, na Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE), em evento de filiação do União Brasil, partido que Wagner passa a presidir.

Na ocasião, o deputado federal licenciado afirmou ainda que os ataques do ex-governador do Estado a outros candidatos a presidente sinalizam que Ciro tem a “síndrome do escorpião” e não consegue “ficar sem tentar envenenar alguém”. 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Indicado à presidência do União Brasil no Estado, Wagner disse que não irá para a "baixaria" durante o processo eleitoral de 2022 e aproveitou para rebater algumas críticas que recebeu nas últimas semanas de atores políticos ligados ao grupo governista.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Leia Mais.

Aceitar