Participamos do

Após alta de casos de Covid-19, premiê da Nova Zelândia cancela o próprio casamento

Jacinda Ardern adiou a data que subiria ao altar depois do crescimento de casos de Covid-19 no país que governa. Medidas restritivas como uso obrigatório de máscara e limite de até 100 pessoas no ambiente serão adotadas a partir desta segunda, 24
17:43 | Jan. 23, 2022
Autor Nadine Lima
Foto do autor
Nadine Lima Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Jacinda Ardern, primeira-ministra da Nova Zelândia, informou que o casamento dela será postergado depois das novas restrições que serão adotadas pelo país devido o avanço de casos de coronavírus. O uso obrigatório da máscara e o limite de até 100 pessoas em ambientes irão entrar em vigor a partir desta segunda-feira, 24.

"Eu me junto a muitos outros neozelandeses que tiveram uma experiência como esta em razão da pandemia, e para todos neste cenário, eu sinto muito", disse Ardern. O casamento da primeira-ministra estava marcado para o próximo fim de semana e foi adiado. 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Ardern ainda destacou que "fase vermelha não é lockdown" e que comércios poderão continuar abertos, além de ser permitido que a população faça visitas e viaje livremente dentro do país. Apesar da necessidade das medidas serem adotadas, a Nova Zelândia é um dos países que mais bem combateu a pandemia de coronavírus, com estimativa de 93% da população de 12 anos ou mais com o sistema vacinal completo. 

"Nosso plano para lidar com os casos de Ômicron na fase inicial continua igual ao da Delta, em que iremos testar rapidamente, rastrear contatos e isolar casos e contatos para retardar o avanço", completou Jacinda Ardern. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags