Participamos do

Flávio Dino diz que Sérgio Moro, após suspeição no caso Lula, não deveria "nem sair de casa"

O governador do Maranhão, que também é juiz, criticou o ex-ministro da gestão Bolsonaro e disse que Moro não deveria se candidatar em 2022 por falta de conduta moral
17:12 | Dez. 14, 2021
Autor Paulo André Sales
Foto do autor
Paulo André Sales Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

“No meu tempo, um juiz declarado suspeito pelo Supremo não sairia nem de casa", disse o governador do Maranhão, Flávio Dino, em relação ao ex-ministro Sérgio Moro.  O gestor estadual, que também foi juiz, criticou a chamada terceira via (polo político que não está ligado nem a Lula e nem a Bolsonaro). A declaração foi dada durante entrevista ao programa Fórum Onze e Meia, nesta terça-feira, 14.

“A dita terceira via tem duas dificuldades hoje. Uma é a fragmentação e a outra é uma falta de identidade nítida. Não há coluna vertebral que sustente isso. Tem muita torcida pelo Moro, uma coisa meio esquisita”, afirma Dino.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Dino acredita ainda que Sérgio Moro não deveria se candidatar à Presidência da República em 2022 por falta de conduta moral. “Considero que esses casos de desvios éticos, atestados pelo Supremo Tribunal Federal, descredenciam o Moro a ocupar esse lugar”, contesta o governador.

Segundo pesquisa Ponteio Política, divulgada em novembro deste ano, as intenções de voto para Sérgio Moro variam entre 11% e 18%. Apesar de ser contra a candidatura de Moro, Dino considera as candidaturas de Dória, Ciro e Simone Tebet como boas para a democracia brasileira, ainda que estes sejam também candidatos da terceira via.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags