Participamos do

Ministro da Educação elogia reitor da UFC: "Proibiu ter banheiro ideológico"

Ao criticar a implantação dos banheiros para pessoas trans e não binárias, Milton Ribeiro disse que, no Ceará, "cabra macho é macho mesmo"
17:18 | Nov. 20, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, elogiou neste sábado, 20, o reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC) por sua atuação na instituição cearense. Os dois estiveram lado a lado durante um culto no bairro Sapiranga, em Fortaleza, na Igreja Apostólica Novidade de Vida. O ministro justificou a homenagem por Cândido ter proibido a implantação de "banheiros ideológicos" na UFC, uma referência aos banheiros para pessoas trans e não binárias. 

"Eu quero então uma salva de palmas para nosso reitor Cândido que proibiu ter banheiro ideológico, de homem e mulher tudo junto, na maior universidade do Ceará. Aqui cabra macho é cabra macho mesmo", disparou o ministro, após pedir que a plateia parabenizasse o reitor. 

O uso dos indicativos nos banheiros tem incomodado políticos integrantes da bancada religiosa. Em recente polêmica, a Rede Cuca entrou com um procedimento criminal contra o vereador bolsonarista de Fortaleza, Inspetor Alberto (Pros), após parlamentar invadir o Centro Urbano de Cultura e Arte (Cuca) do José Walter e arrancar placas informativas sobre identidade de gênero nos banheiros do equipamento.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Outro a homenagear o reitor foi o deputado federal Dr. Jaziel (PL). O parlamentar repercutiu a polêmica em que um ofício assinado pelo secretário da Cultura de Fortaleza, Elpídio Nogueira (PDT), irmão do prefeito da Capital, Sarto Nogueira (PDT), se referia a Albuquerque como “interventor” da UFC. O termo ganhou força entre estudantes da UFC e setores da oposição ao governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para referir-se ao atual reitor após ele ser nomeado por Bolsonaro mesmo não tendo sido o mais votado em consulta à comunidade acadêmica (alunos, servidores e corpo docente), em uma lista tríplice produzida pela instituição.

"A gente conversando, ele começa a falar do testemunho dele e a gente chora de orgulho. Cândido, essa multidão aqui todo mundo ora por você. Se não orar, agora em diante vai orar. Fez e está fazendo um grande trabalho. Um trabalho tão bom que para onde ele vai o pessoal quer ir, o pessoal contra. Ele é reitor, nomeado como manda a Constituição e a lei", disse Jaziel. 

O parlamentar integrou o grupo de políticos da bancada conservadora do Ceará que esteve acompanhando o ministro da Educação durante toda a manhã. Na mesma fileira, também estiveram presentes a deputada estadual Dra. Silvana (PL), os vereadores Carmelo Neto (Republicanos) e Priscila Costa (PSC), além do deputado federal e pré-candidato ao governo do Ceará em 2022, Capitão Wagner (Pros). 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags