Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Lula se encontra com Tasso Jereissati em Fortaleza e reforça diálogo com PSDB

Em março deste ano, apesar do partido ser oposição ao PT no Ceará, Tasso afirmou ser favorável a uma possível disputa de Lula para a presidência
11:44 | Ago. 23, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva iniciou a semana realizando uma série de encontro com lideranças políticas no Ceará. O primeiro diálogo foi durante a manhã desta segunda-feira, 23, com o senador Tasso Jereissati (PSDB). A reunião aconteceu no escritório do tucano. A estratégia é atrair aliados e viabilizar a candidatura petista as eleições de 2022. 

LEIA MAIS l Lula e Tasso discutem cenário político e se comprometem contra ameaças à democracia

Tasso é cotado como possível candidatura de terceira via para 2022 dentro do PSDB. Em março deste ano, o senador comentou sobre uma possível disputa de Lula para a presidência. Em entrevista ao portal El País, ele considerou que o Brasil precisa de “uma grande lição de democracia” com a participação de “todas as correntes ideológicas”.

"Vou ser sincero. Eu gostaria até que o Lula concorresse. No momento que nós vivemos, precisamos de uma grande lição de democracia na próxima eleição. Defendo que todas as correntes ideológicas participem", disse Tasso em entrevista. 

Em maio deste ano, uma publicação da foto dos ex-presidentes Lula (PT) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB) causou diferentes reações, aborrecendo também entusiastas de uma terceira via
para a eleição presidencial de 2022. O fato evidenciou que a proximidade entre os partidos ainda incomoda membros tucanos e encontra fortes divergências. 

Nesta segunda, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) disse, em entrevista ao jornal Correio Braziliense, que uma eventual volta de Lula à presidência da República seria "menos traumática" do que a reeleição de Jair Bolsonaro (sem partido). Em maio, ambos realizaram um encontro para discutir o cenário político. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Com 63% de aproveitamento nas últimas 10 partidas, Ceará mantém bom desempenho contra cariocas

Ceará contra cariocas
14:52 | Ago. 23, 2021
Autor Horácio Neto
Foto do autor
Horácio Neto Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Após o 1 a 1 contra o Flamengo, no último domingo, 22, O Ceará manteve o bom desempenho contra times do Rio de Janeiro desde o Campeonato Brasileiro 2020. Nesta edição, com dois jogos realizados, o Vovô empatou em ambos. Junto aos resultados do Brasileirão anterior, totalizando 10 partidas, o Alvinegro acumulou quatro vitórias, quatro empates e apenas duas derrotas, conseguindo um aproveitamento de 63,3%.

Desde que retornou a Série A, em 2018, foram 26 jogos contra equipes do Rio, seis vitórias do Vovô, seis derrotas e 14 empates, conquistado 41% dos pontos, 32 dos 78 possíveis. Na Arena Castelão, palco do último confronto contra o Rubro-Negro, é onde os cearenses tiveram a maioria dos resultados negativos, quatro dos seis reveses.

Jogando na Cidade Maravilhosa, o desempenho do Vovô melhora. Foram oito empates, três vitórias e duas derrotas, chegando a um aproveitamento de 43% atuando como visitante. A última derrota do time de Porangabuçu no Rio de Janeiro foi no dia 27 de novembro de 2019, por 4 a 1, contra o Flamengo, campeão brasileiro da edição.

Apesar das boas partidas fora casa quando enfrenta clubes cariocas, no Brasileirão 2021, o Ceará não foi um visitante perigoso. O Vovô não ganhou nenhum confronto longe da Arena Castelão e terá mais a última oportunidade de não terminar o turno sem vencer fora diante do América-MG, no Independência, no domingo, 29, às 11 horas, pela 18ª rodada da Série A.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Trabalhadores da Saúde fazem ato por conclusão da reforma do Frotinha de Messejana

NESTA TERÇA
14:44 | Ago. 23, 2021
Autor Mirla Nobre
Foto do autor
Mirla Nobre Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Um movimento de trabalhadores da Saúde e da comunidade do bairro Messejana realizam, nesta terça-feira, 24, uma manifestação pedindo celeridade na conclusão da reforma e reabertura do Hospital Distrital Edmilson Barros de Oliveira (Frotinha de Messejana), na Capital, que está fechado desde o fim de maio. Obra na unidade teve início em novembro de 2019 e estava com previsão de término para dezembro do ano passado. O ato deve começar às 9 horas, em frente à unidade de saúde, localizada na avenida Jornalista Tomaz Coelho, no bairro Messejana.

Idealizadores da manifestação destacam que o bairro “precisa do Frotinha de Messejana funcionando”. Uma das coordenadoras do ato, Mara Rosany, que também é profissional da unidade de saúde, diz que o ato será para ressaltar a importância da reabertura do hospital o mais breve possível, além de pedir mudanças na gestão.

O movimento também lançou um abaixo-assinado chamado “SOS Frotinha de Messejana” para pedir celeridade na conclusão da reforma do hospital. Atualmente, o requerimento conta com 826 assinaturas, e a expectativa é chegar a mil registros em apoio ao manifesto de conclusão da obra e rebertura do hospital. 

LEIA TAMBÉM | Ceará tem 38% das UTIs adulto ocupadas por pacientes com Covid-19

Na última terça-feira, 17, o vereador Ronivaldo Maia visitou as obras do Frotinha junto com a Comissão de Saúde e Seguridade da Câmara Municipal de Fortaleza. Conforme  Ronivaldo, as obras do hospital prosseguem "cheias de dúvidas". A visita foi acompanhada pelo engenheiro e gerente de infraestrutura da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Daniel Lima, além dos setores administrativos das unidades e participantes dos conselhos Regional e Local de Saúde, servidores e moradores do bairro.

Em vídeo publicado nas redes sociais, o vereador informou não havia no local obras em andamento nem funcionários. De acordo com Ronivaldo, a informação passada durante a visita é que é necessária a chegada de uma verba federal para que a construtora finalize a parte da emergência clínica em 100 dias, cerca de três a quatro meses. A partir disso, uma nova licitação precisará ser feita para o início da obra. Ele ainda destacou que, com a climatização da emergência clínica, o hospital tem toda condição de voltar a funcionar.

O POVO procurou a SMS por e-mail para saber sobre a atual situação da reforma do Frotinha de Messejana. A pasta respondeu com um link de uma notícia de 17 de junho deste ano, no portal da Prefeitura de Fortaleza, quando foi informado que as obras foram iniciadas nas salas de observação e de recuperação do Hospital, além da modernização do centro cirúrgico.

LEIA TAMBÉM | Grupo teria superfaturado equipamentos do Hospital de Campanha do PV

A pasta não deu mais detalhes de como está a situação atual da obra, assim como a previsão de conclusão e reabertura do hospital. Também não se manifestou sobre a visita realizada pelo vereador Ronivaldo Maia na última terça-feira, 17, que apontou que não havia funcionários trabalhando na obra da unidade de saúde naquela ocasião.

Reforma

Em março deste ano, a Prefeitura de Fortaleza entregou a emergência do Hospital reformado, que começou a contar com 63 leitos de enfermaria. Em junho, a gestão municipal divulgou que a unidade de saúde começava a passar por reforma nas salas de observação e de recuperação, além da modernização do centro cirúrgico.

O hospital está fechado desde o fim de maio deste ano. Os pacientes que estavam internados na unidade foram transferidos para outros hospitais, garantindo a continuidade no tratamento. O hospital estava com cerca de 30% de ocupação da sua capacidade, atendendo exclusivamente pacientes com Covid-19.

A Prefeitura informou em junho que, durante essa nova fase da reforma, quem estiver com sintomas de Covid-19 deve se dirigir a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ou a um posto de saúde. Nos casos de trauma, eles devem procurar os Frotinhas de Antônio Bezerra e Parangaba.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Iphan deverá dar parecer sobre Edifício São Pedro em até 90 dias

em fortaleza
14:23 | Ago. 23, 2021
Autor Júlia Duarte
Foto do autor
Júlia Duarte Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Já está em curso mais um capítulo da história do Edifício São Pedro, em Fortaleza. Nesta segunda-feira, 23, teve início a fase de instrução do reconhecimento para avaliação de tombamento federal pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O procedimento de tombamento foi negado pela gestão municipal na semana passada e agora a esfera federal espera, em até 90 dias, dar um parecer se o processo será continuado.

LEIA MAIS| Prefeitura suspende tombamento provisório do Edifício São Pedro, em Fortaleza

De acordo com o superintendente do Iphan no Ceará, Cândido Henrique, a análise atende uma solicitação do deputado federal Capitão Wagner (Pros) feita na sexta-feira, 19. Segundo ele, faz parte do protocolo do Iphan avaliar pedidos realizados por qualquer cidadão. O órgão liberou ainda no sábado, 21, por meio do Departamento de Patrimônio e Material (Depam), localizado em Brasília, a abertura dos procedimentos que avaliam a possibilidade de tombar o prédio.

Mesmo com a aprovação do pedido, a construção ainda pode ser demolida e, com esse risco, o órgão pode entrar com um processo de tombamento provisório até que sejam finalizadas as análises do procedimento para o tombamento oficial, que tem prazo de até cinco anos. De acordo com o superintendente, as equipes do Instituto vão analisar também as questões estruturais e culturais para a permanência do São Pedro.

“Nós próximos 90 dias, nós vamos estar trabalhando nessa admissibilidade, ou seja, a avaliação, por parte da superintendente da real continuidade ou não desse processo de tombamento", ressaltou Cândido Henrique em entrevista à Rádio O POVO/CBN. Segundo ele, dentro desse prazo, os técnicos devem decidir se o processo de tombamento continuará.

Iphan no Ceará

Existem bens tombados pelo órgão em vários municípios do Ceará. A pasta atua em diversas frentes na preservação de patrimônios materiais, imateriais, arqueológicos e das paisagens naturais. São cerca de 528 sítios cadastrados até dezembro de 2014.

Material

 

Um dos principais edifícios tombados pelo Iphan é a Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção, na Capital. O local deu origem e nome à cidade de Fortaleza, sendo tombado em 2008. No seu interior, uma capela abriga a imagem de Nossa Senhora da Assunção, trazida de Portugal.

No Largo do Théberge, em Icó, estão alguns prédios tombados, entre eles o Teatro da Ribeira dos Icós, a Igreja Matriz Nossa Senhora da Expectação e a Casa de Câmara e Cadeia. O conjunto arquitetônico e urbanístico da Cidade foi tombado em 1998. No Estado, existem também bens tombados nos municípios de Acaraú, Aquiraz, Caucaia, Fortaleza, Quixadá e Quixeramobim. material

Imaterial

 

Os bens do patrimônio imaterial registrados no Ceará são a Roda de Capoeira, Ofício dos Mestres de Capoeira, Teatro de Bonecos do Nordeste e a Festa do Pau de Santo Antônio de Barbalha.

Arqueológico

 

Dentre as áreas de interesse arqueológico, destacam-se os sítios litorâneos, nas proximidades de rios como o Jaguaribe e o Acaraú. Nas regiões do Centro-norte do Estado (Forquilha, Sobral e Iraçuba), a região de Cariri (Crato e Nova Olinda) e o Sertão Central (Quixadá e Quixeramobim) os sítios se destacam pelas pinturas rupestres.

Nos municípios de Tauá, Arneiroz e Morada Nova, foram identificados numerosos sítios líticos formados por grupos caçadores-coletores; enquanto no município de Mauriti, na porção leste do Cariri, foram localizadas aldeias ceramistas, com destaque para a aldeia Tupi-Guarani Anauá.

Paisagem Natural

 

Em 1984, o Iphan tombou o Açude do Cedro, que é formado por cinco barragens, sendo duas de alvenaria e três de terra revestida com grandes blocos de rocha granítica. Os equipamentos foram construídos após a seca que ocorreu no século XVIII, entre os anos de 1877 e 1879.


Entenda o caso

 

O prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), indeferiu o tombamento do Edifício São Pedro, localizado no bairro Praia de Iracema, em decreto publicado na edição na quinta-feira, 19, do Diário Oficial do Município (DOM). No texto do decreto, o chefe da administração municipal considerou que o edifício conta com “inúmeras patologias em alto grau”, tornando “inviável economicamente recuperar a estrutura do imóvel”.

Em resposta ao caso, a família Philomeno, da Philomeno Imóveis e Participações S.A, sócia majoritária do edifício, ressaltou que vão haverá a tentativa de criar um projeto viável que garanta segurança e mantenha características do prédio e que o estado da estrutura é crítica.

LEIA MAIS| Donos tentam preservar parte do edifício São Pedro, mas admitem: "Demolição é iminente"

A demolição pelo menos parcial não é descartada. “A demolição é iminente, nós não temos como recuperar o prédio. Nós vamos sentar para ver essa programação”, ressalta Filomeno Júnior, também da família, em entrevista à Rádio O POVO CBN. A família ainda espera a resolução de um impasse entre a Prefeitura de Fortaleza e o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) para seguir com os trabalhos no local.

O tombamento provisório do edifício é mencionado pela gestão municipal formalmente desde 2006, no decreto 11.960. No decorrer dos anos, o procedimento tomou vários rumos, mas nenhum chegou a uma decisão concreta até esta quinta-feira, 19 de agosto. Em 2015, a Secretaria da Cultura de Fortaleza (Secultfor) reforçou o pedido de tombamento.

No mesmo ano, os proprietários iniciaram um debate com a Secretaria Municipal do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) para ser implementado um novo projeto. Nele, haveria a incorporação de uma torre, no centro da edificação. Segundo, Filomeno Júnior, essa intenção não será mais considerada no futuro do prédio, porque era uma proposta exclusiva para um possível tombamento.

Em 2018, o Conselho de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural (Comphic) considerou o tombamento, mas definiu a possibilidade de mudanças desde que preservadas as características da fachada. Ainda em 2018, entretanto, o Ministério Público solicitou à Justiça, com decisão favorável, para que fosse proibida qualquer concessão de demolição, destruição ou mutilação da estrutura do São Pedro até a finalização do tombamento.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Federação das Indústrias e Sebrae anunciam R$ 15 milhões em 17 projetos para retomada da economia do Ceará

ECONOMIA
14:02 | Ago. 23, 2021
Autor Beatriz Cavalcante
Foto do autor
Beatriz Cavalcante Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) anunciaram nesta segunda-feira, 23 de agosto, parceria de dois anos para investir R$ 15,040 milhões distribuídos em 17 projetos para a retomada da economia do Ceará.

As ações são voltadas aos Sindicatos e empresas diversas de vários segmentos, com o objetivo principal de fortalecer indústrias, com foco na transformação digital, mercado, inovação, encadeamento produtivo, melhoria de processo e associativismo, possibilitando inclusive a interiorização das atividades da Fiec.

Relação dos projetos para o Ceará

1. Ceará Mar de Oportunidades: Desenvolvimento das Potencialidades e Promoção da Interação e Vínculos de Negócio do Hyperclusters de Economia do Mar

2. Encadeamento do Setor Produtivo para Fortalecimento de Cadeias

3. Geração de Negócios e Relacionamento com Clientes: Mapeando Oferta e Demanda de Setores Estratégicos da Indústria

4. Incremento da Produtividade e Competitividade da Indústria de Mobiliário e Serralheiro de Fortaleza e Região Norte

5. Desenvolvimento de Plataforma Digital: Promoção de Oportunidades e Vínculos de Negócios e Interação entre as Partes do Setor de Energia

6. Inovação de Produtos e Processos com a Utilização da Biotecnologia e Nanotecnologia nas Micro e Pequenas Indústrias Cearenses

7. Prospecção de Investimentos para Incremento de Novos Empreendimentos Sustentáveis e Inovadores, na Indústria do Ceará

8. Projeto Sistema de Inteligência da Informação: Integração dos Setores da Indústria,

9. Fortalecimento da Cadeia Produtiva da Indústria da Moda

10. Fortalecimento dos Setores de Mineração

11. Transformação Digital e Desenvolvimento Industrial Cearense

12. Plataforma da Construção Civil: Desenvolvimento de Práticas de Inteligência de Mercado

13. Jornada da Conexão: Pré-Aceleração de Soluções com Foco nas Indústrias

14. Vitrines Tecnológicas – Incremento da Gestão e Cultura da Inovação

15. Marketplace Integrado – Plataforma de Interação, Comercialização e Negócios

16. Fortalecimento e Valorização da Indústria Gráfica do Ceará

17. Impulsionamento do Setor Químico por Meio da Transformação Digital

Com informações do repórter Samuel Pimentel

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Camilo responde convite da banda Coldplay: "Pode contar conosco nessa luta"

Internacional
14:00 | Ago. 23, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O governador Camilo Santana (PT) usou as redes sociais para responder ao convite feito pela banda Coldplay nesta segunda-feira, 23. No Twitter, o petista garantiu que deve participar do Global Citizen Live,  festival que pretende combater a pobreza, defender o planeta e exigir igualdade social. No dia 25 de setembro, a organização vai transmitir shows de vários artistas.

Em resposta, Camilo afirmou que o Ceará "está 100% comprometido com as ações climáticas e na preservação do meio ambiente" e que a participação do estado no evento está confirmada. 

Mais cedo, o perfil oficial da banda também citou no Twitter os governadores Waldez Góes (PDT, Amapá), Helder Barbalho (MDB, Pará), Mauro Mendes (Democratas, Mato Grosso), coronel Marcos Rocha (sem partido, Rondônia), João Azevêdo (Cidadania, Paraíba) e Wellington Dias (PT, Piauí).

Na publicação, os artistas escreveram: "Olá, os estados que vocês representam têm uma ótima oportunidade para fazer história no combate às mudanças climáticas. Vocês vão se juntar a nós no Global Citizen Live com compromissos de conservação e adaptação?" 

O Coldplay é um dos artistas convidados para o evento mundial Global Citizen Live. O objetivo da ação é ajude a lançar as bases para o sucesso na cúpula do G20 em Roma, bem como na COP 26 em Glasgow no final do ano, nas quais o Brasil possui participação. O festivam é apoiada por mais de 35 governos e líderes mundiais. 

No dia 25 de setembro, a organização vai transmitir shows de artistas como Coldplay, Lorde, Billie Eilish, Green Day, Demi Lovato e The Weeknd. Também acontecerão eventos presenciais em Lagos (Nigéria), Nova York (EUA) e Paris (França).

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags