PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

João Doria afirma estar "profundamente arrependido" de ter apoiado Bolsonaro em 2018

Em entrevista à rádio O POVO CBN, governador de São Paulo disse que errou junto a "milhões de brasileiros".

Filipe Pereira
10:18 | 23/07/2021
Governador de São Paulo, João Doria, anunciou a medida neste sábado, 21, em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, na Zona Sul da capital (Foto: Divulgação)
Governador de São Paulo, João Doria, anunciou a medida neste sábado, 21, em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, na Zona Sul da capital (Foto: Divulgação)

O governador de São Paulo João Doria (PDSB) afirmou, em entrevista à rádio O POVO CBN nesta sexta-feira, 23, estar "profundamente arrependido" do apoio que deu ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no segundo turno das eleições de 2018. No primeiro turno, o tucano apoiou o então candidato Geraldo Alckmin, porém, ao optar entre Fernando Haddad (PT) e Bolsonaro, preferiu descartar o petista. 

"Profundamente arrependido, mas eu e milhões de brasileiros. Eu venci as eleições de 2016 contra o PT, não fazia sentido eu disputando eleições apoiar Haddad. Errei como milhões de brasileiros erraram, acreditei nas propostas de um governo liberal e anticorrupção", disse Doria. 

LEIA MAIS: "Estou bem por causa da vacina", diz Doria após segunda infecção por Covid

O governador comentou sobre a gestão Bolsonaro. "Logo de inicio percebemos que não era nada disso. Ele demitiu dois ministros em dois dias de governo e foi demitido outros, incluindo Sérgio Moro, que implantou um programa de defesa da Laja Jato e anticorrupção. Ele (Bolsonaro) conseguiu a proeza de ter quatro ministros da educação e quatro ministros da saúde, e todos produzindo péssimos efeitos".