PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Caso DJ Ivis: OAB-CE repudia manifestações de Xuxa e defende exercício da advocacia

Em vídeo, o presidente da OAB-CE, Erinaldo Dantas, afirmou que a apresentadora tratou a advocacia como uma regalia e ressaltou que a defesa criminal a qualquer cidadão é um direito Constitucional

Filipe Pereira
15:38 | 16/07/2021
Erinaldo Dantas, presidente da OAB/CE (Foto: Divulgação)
Erinaldo Dantas, presidente da OAB/CE (Foto: Divulgação)

A Ordem dos Advogados do Brasil do Ceará (OAB-CE) manifestou, nesta sexta-feira, 16, nota de repúdio às manifestações de Xuxa Meneghel após a apresentadora questionar o direito de defesa criminal do DJ Ivis Araújo, preso por agredir a esposa Pamella Holanda. Em seu Instagram, a artista afirmou que Ivis tem acesso a “regalias” e cuidados por parte de advogados.

Em vídeo, o presidente da OAB, Erinaldo Dantas, alegou que OAB Ceará, da mesma forma que se manifestou contra as agressões sofridas por Pâmella Holanda e sua filha, “vem agora defender o exercício da advocacia”. Ele destacou que, ao tecer duras críticas ao advogado de defesa do DJ, a apresentadora tratou a profissão como uma regalia.

“É fundamental que a gente esclareça que ter advogado não é uma regalia. É um direito fundamental estabelecido na Constituição Federal. Todo e qualquer cidadão tem direito a um advogado no momento da sua defesa”, pontua Erinaldo.

O presidente destaca, ainda, que não se pode confundir a advocacia com cumplicidade. “O advogado não responde por qualquer acusação de seu cliente. Ele está lá para defender o Estado Democrático de Direito. É necessário que a gente respeite a advocacia”, finaliza.