PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

"Posso ferrar a vida do Jair", diz ex-cunhada de Bolsonaro sobre rachadinha; escute

Ex-cunhada do presidente contou que ele chegou a demitir um irmão dela por se recusar a entregar parte do salário de assessor do então deputado federal

11:35 | 05/07/2021
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido). (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido). (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

A ex-cunhada do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Andrea Siqueira Valle, contou que Bolsonaro demitiu o irmão dela André Siqueira Valle por ter se recusado a entregar parte do seu salário de assessor quando ele trabalhava para o então deputado federal Bolsonaro. A informação foi obtida, por meio de gravações, pela coluna da jornalista Juliana Dal Piva, do UOL.

Andrea e André são irmãos da segunda mulher do presidente, Ana Cristina Siqueira Valle. Nas gravações, Andrea conta que Bolsonaro exigia parte dos salários dos parentes da companheira que foram nomeados nos gabinetes de sua família.

“O André dava muito problema, porque nunca devolvia o dinheiro certo. Tinha que devolver seis mil, o André devolvia dois, três, foi um tempão assim. Até que o Jair disse ‘chega, pode tirar ele porque nunca me devolve o dinheiro certo’”, afirma a ex-cunhada do presidente em um áudio.

E segue: “Não é pouca coisa que eu sei, é muita coisa. Posso ferrar a vida do Flávio, posso ferrar a vida do Jair. É por isso que eles têm medo, mandam eu ficar quietinha e tal”, conclui.

A alegação da ex-cunhada é o primeiro indício de envolvimento direto de Bolsonaro em um esquema ilegal (rachadinha). Quando foi deputado federal, Bolsonaro exerceu mandato entre os anos de 1991 e 2018. Os áudios obtidos pela coluna da jornalista Juliana Dal Piva, do UOL, podem ser ouvidos a seguir.