PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Em eventual 2º turno, Ciro vence Bolsonaro com 9,5 pontos de vantagem

A vantagem do pedetista, porém, não se repetiu no primeiro turno. Com 5,9%, Ciro aparece atrás de Lula, Bolsonaro e empatado tecnicamente com Sérgio Moro

Filipe Pereira
15:03 | 05/07/2021
Bolsonaro e Ciro devem ser adversários nas eleições de 2022 (Foto: reprodução de TV)
Bolsonaro e Ciro devem ser adversários nas eleições de 2022 (Foto: reprodução de TV)

Levantamento realizado pela pesquisa eleitoral da Confederação Nacional do Transporte (CNT), em parceria com a MDA, divulgado nesta segunda-feira, 5, mostra que o ex-governador Ciro Gomes (PDT) ganharia com 9,5 pontos percentuais de vantagem em um eventual segundo turno contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O pedetista tem 43,2% das intenções de voto, ante 33,7% para o presidente.

LEIA MAIS l Pesquisa CNT: Lula lidera com 41,3%, Bolsonaro tem 26,6%; Ciro e Moro empatam com 5,9%

2º Turno: Ciro x Bolsonaro

Ciro (43,2%)
Jair Bolsonaro (33,7%)

A pesquisa, realizada em parceria com o Instituto MDA de 1º a 3 de julho de 2021, mostra as avaliações do governo e o desempenho pessoal do presidente Jair Bolsonaro. Sobre as eleições presidenciais de 2022, a pesquisa traz as intenções de voto dos entrevistados, além da opinião sobre os tipos de urna eleitoral.

Segundo a mais recente pesquisa Datafolha divulgada em maio, o pré-candidato do PDT também conquistou larga vantagem contra Bolsonaro. O ex-ministro venceria o presidente com 48% dos votos, contra 36% do adversário, uma diferença de 12 pontos percentuais.

Semelhante ao Datafolha, o avanço do pedetista, no entanto, também se estabelece apenas em uma eventual segunda etapa da disputa na pesquisa CNT. Ciro aparece em terceiro lugar, com 1,7% das intenções de voto na coleta espontânea. Na pesquisa estimulada, o pedetista aparece com 5,9%, empatado com o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro.

Em outro cenário, com eventual segundo turno entre Lula e Bolsonaro, o ex-presidente teria 52,6%, enquan o atual ocupante do Palácio do Planalto ficaria com 33,3%. Neste cenário, 11,5% votariam branco ou nulo.

Voto espontâneo:


Lula (27,8%),
Jair Bolsonaro (21,6%)
Ciro Gomes (1,7%)
Sérgio Moro (0,7%)
João Dória (0,7%)
Outros (1,5%)
38,9% dos entrevistados estão indecisos em relação ao voto para presidente em 2022.

Voto estimulado:


Lula (41,3%)
Jair Bolsonaro (26,6%)
Ciro Gomes (5,9%)
Sérgio Moro (5,9%),
João Dória (2,1%),
Henrique Mandetta (1,8%),
branco/nulo (8,6%) e indeciso (7,8%).