PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

OAB convoca reunião para decidir se apresenta documento pedindo impeachment

A entidade teve papel decisivo ao se colocar favorável ao impeachment do ex-presidente Fernando Collor, em 1992

Carlos Holanda
15:13 | 01/07/2021
Felipe Santa Cruz, presidente da OAB nacional (Foto: OAB nacional)
Felipe Santa Cruz, presidente da OAB nacional (Foto: OAB nacional)

Um dia após movimentos e partidos de esquerda e parlamentares de centro e direita apresentarem na Câmara um "superpedido" de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) entrou em cena. A OAB convocou reunião extraordinária do Conselho Federal para o dia 20 de julho para decidir se apresenta um documento próprio pedindo impeachment de Bolsonaro.

A entidade teve papel decisivo ao se colocar favorável ao impeachment do ex-presidente Fernando Collor, em 1992.

Ao lado da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), apresentou o pedido de deposição do então mandatário. Também apoiou os impeachments de Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (MDB) - este não ocorreu.

LEIA TAMBÉM | Fernandes e bancada evangélica criticam projeto do Governo que fala em "gênero e sexualidade"

Em abril, segundo o Estadão, a Ordem recebeu parecer de uma comissão de juristas presidida por Carlos Ayres Britto, ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), em cuja conclusão estão os crimes de responsabilidade e contra a humanidade que teriam sido cometidos pelo presidente. (Com Agência Estado)