PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Ivete Sangalo se posiciona contra governo Bolsonaro: "Não me representa"

Sangalo, que tem mais de 32 milhões de seguidores no Instagram, havia sido criticada por não se posicionar claramente ao lamentar marca de 500 mil mortes por Covid-19 no País

14:11 | 22/06/2021
Ivete Sangalo (Foto: Divulgação)
Ivete Sangalo (Foto: Divulgação)

A cantora Ivete Sangalo aderiu, na tarde desta terça-feira, 22, ao movimento de artistas que está se posicionando contra o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). ''Meus zamuris, entendo o quão necessário é, neste momento, não estabelecer dúvidas sobre o que acredito. Esse governo que está aí não me representa nem mesmo antes da ideia dele existir'', escreveu em postagem no Instagram.

Sangalo, que tem mais de 32 milhões de seguidores na rede social, foi duramente criticada por tentar, na opinião de internautas, despolitizar a pandemia no País. Na última segunda-feira, ao lamentar a marca de 500 mil mortes pela Covid-19 no Brasil ela disse que a questão "não é sobre partidos, é sobre humanidade".

Nesta terça-feira, a artista posicionou claramente contra o governo e falou que os brasileiros vão "resolver a situação'' nas eleições presidenciais de 2022. ''Isso vamos resolver quando unirmos forças nas próximas eleições, através do poder do voto. Agora, vamos nos unir em prol do que podemos fazer nos nossos espaços, para driblar essa desorganização, que são: o uso de máscaras, higienização e vacinas''.

Além de Ivete, artistas como a cantora Anitta e os ex-BBBs Juliette Freire e Gil do Vigor foram às redes sociais para posicionar-se acerca do tema.