PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Em silêncio sobre 500 mil mortes, Bolsonaro ataca Lula e diz que PT "só vence na fraude"

O novo ataque foi feito em conversa do presidente com apoiadores

Carlos Holanda
12:50 | 21/06/2021
Presidente Jair Bolsonaro em frente ao Palácio da Alvorada (Foto: EVARISTO SA / AFP)
Presidente Jair Bolsonaro em frente ao Palácio da Alvorada (Foto: EVARISTO SA / AFP)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou a apoiadores que o ex-presidente Lula (PT) só vence a disputa contra ele, em 2022, se o processo for fraudado. "Só na fraude o 'nove dedos' volta. Agora, se o Congresso aprovar e promulgar, teremos voto impresso", disse o militar, que ainda ofendeu o adversário o chamando de "nove dedos".

Bolsonaro disse que está "arrumando" o Brasil. Segundo ele, outra medida que porá o País nos trilhos será a nomeação para o Supremo Tribunal Federal (STF), na vaga que ficará disponível com a saída do ministro Marco Aurélio Mello.

"Para onde o Brasil estava indo até a cassação da Dilma? Imagina se ela continuasse. E se em 2018 eu tivesse morrido na facada? Quem estaria no meu lugar?", ele disse numa referência a Fernando Haddad, candidato derrotado do PT.

A aposta no ataque ao adversário e o discurso que sugere que o País estaria se encaminhando para um quadro similar ao da Venezuela ("para onde o Brasil estava indo...") vêm após protestos em pelo menos 23 capitais.

Manifestantes lotaram a Avenida Paulista pelo impeachment do presidente, pela continuação do auxílio emergencial de R$ 600 e críticas ao atraso da vacinação no País. A marca de 500 mil mortes pela Covid-19 foi atingida no último sábado sem que o presidente ainda tenha se manifestado.

Terça-feira, 22, tem novo episódio do Jogo Político. Perdeu a estreia? Veja como foi