Participamos do

Girão e Aziz batem boca ao final da sessão da CPI da Covid: "Você estava prescrevendo cloroquina aqui, rapaz!"

O cearense demonstrou preocupação de que os trabalhos não cheguem a governadores e prefeitos, enquanto o presidente da CPI criticou "tratamento precoce" com remédio que podem causar danos aos pacientes
17:31 | Mai. 05, 2021
Autor Carlos Holanda
Foto do autor
Carlos Holanda Repórter
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) bateu boca com o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), na tarde desta quarta-feira, 5. Logo ao final da sessão que recebeu o depoente Nelson Teich, ex-ministro da Saúde, Girão externou preocupação de que a investigação não alcance, de fato, governadores e prefeitos suspeitos de desviarem recursos federais no contexto do combate ao vírus. 

Girão então disse que, a se confirmar essa hipótese, os membros da CPI estarão praticando uma "fraude" contra a população. "Se a gente entender diferente do que a gente fez no pedido de CPI, aprovado e apensado, der uma interpretação que a gente quer, seja para blindar A ou B ou C, eu acredito que isso é uma fraude contra o povo brasileiro, presidente Omar Aziz", disse o cearense. 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

LEIA TAMBÉM: Teich rebate Girão após senador tentar defender uso do tratamento precoce para Covid-19

"Não faça isso, senador", respondeu o congressista do Amazonas. "Eu faço, eu faço", replicou Girão. A partir daí, Aziz saiu da linha e disse: "Vossa Excelência veio aqui de manhã prescrever remédio, como se fosse médico. Agora o senhor volta aqui só para ofender a gente?"

Nesse ponto da fala, Aziz fez referência ao conceito de tratamento precoce ou preventivo defendido por Girão, inexistente na literatura científica e baseado num conjunto de remédios cientificamente ineficazes a serem administrados antes mesmo de se contrair a Covid-19, ou no estágio inicial da doença.  

"O senhor tá me acusando de prescrever? Não sou nem médico", se defendeu o senador do Podemos, adicionando que dirigiu a Teich "perguntas respeitosas" acerca do tema. "Você estava prescrevendo cloroquina aqui, rapaz!", retrucou o presidente da CPI.

"Se existe o TCU, que é um órgão auxiliar do Legislativo para ver contratos federais, por que a gente não pode ver aqui?", indagou por fim o cearense. A transmissão da TV Senado se deslocou para a pergunta da senadora Zenaide Maia (Pros-RN).  

Aziz foi um dos que assinou requerimento de Girão para ampliar o escopo da CPI. Antes de a discussão chegar ao ápice, ele afirmou a Girão que agentes estaduais e municipais seriam convocados a depor. 

A discussão pode ser conferida a partir de 5:57:45

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags