PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Governadores do Nordeste e ministério comprarão 39 milhões de doses da Sputnik V

O contrato deve ser assinado amanhã para a compra das vacinas

Leonardo Maia
21:00 | 11/03/2021
A reunião aconteceu virtualmente na noite desta quinta-feira. (Foto: Reprodução/Twitter)
A reunião aconteceu virtualmente na noite desta quinta-feira. (Foto: Reprodução/Twitter)

Governadores do Nordeste e o Ministério da Saúde fecharam entendimento para compra de 39 milhões de doses da Sputnik V e inclusão no Plano Nacional de Imunização, coordenado pelo governo Federal. O contrato deve ser assinado nesta sexta-feira, de acordo com informações da assessoria do Governo do Ceará. O titular do Ministério da Saúde, Eduardo Pazuello, participou do encontro virtual.

Mais cedo, os chefes estaduais da Região também se reuniram virtualmente para tratar do mesmo tema. Estiveram presentes também secretários de estado para discutir a possibilidade de aquisição. Entre os representantes cearenses, além de Camilo, também participaram do encontro o secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o Dr. Cabeto, e o assessor especial de Relações Internacionais do Ceará, César Ribeiro.

No início deste mês, Camilo chegou a ir a Brasília para negociar a compra de doses da vacina diretamente com o laboratório União Química, representante do imunizante russo. A intenção é complementar o Plano Nacional de Imunização (PNI), que é coordenado pelo Ministério da Saúde.

Em relação à confiabilidade da vacina, cientistas dizem que a Sputnik V foi quase 92% eficaz, com base em resultados de testes em estágio final revisados por pares publicados no jornal médico The Lancet em fevereiro. O imunizante também foi aprovado ou está sendo avaliado para aprovação em três estados membros da União Europeia — Hungria, Eslováquia e República Checa.

389.363 cearenses já receberam pelo menos uma das doses da vacina contra o coronavírus, de acordo com atualização desta quinta-feira, 11, da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa). Em relação às doses que chegaram ao Estado e foram distribuídas aos municípios, 67% já foram aplicadas.

(Com Agência Estado)