PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

TJCE inaugura novas instalações no 2º Juizado da Mulher em Fortaleza

Com novas instalações, objetivo é ampliar o atendimento à população e oferecer melhores condições de trabalho

Filipe Pereira
17:11 | 05/02/2021
Tribunal de Justiça amplia atendimento à população com inauguração de novas instalações no 2º Juizado da Mulher
 (Foto: Reprodução/TJCE)
Tribunal de Justiça amplia atendimento à população com inauguração de novas instalações no 2º Juizado da Mulher (Foto: Reprodução/TJCE)

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) inaugurou nesta sexta-feira, 5, as novas instalações do  2º Juizado da Mulher de Fortaleza, na av. da Universidade, bairro Benfica. A entrega da unidade foi realizada na presença da presidente, desembargadora Maria Nailde Pinheiro. O setor funciona no primeiro andar do prédio onde também se situa a 1ª unidade.

“O Judiciário não pode ficar indiferente. Cada vez mais temos que fazer esse trabalho pensando no bem-estar dessas pessoas que sofrem ou sofreram violência”, declarou a presidente da Corte. A visita é a primeira da desembargadora como presidente, após tomar posse no dia 29 de janeiro. Na ocasião, ela reforçou que pretende aumentar o combate à violência contra a mulher e criar um programa de desenvolvimento de mulheres líderes. 

LEIA MAIS l Judiciário decreta expediente normal nas datas do Carnaval 2021

"Hoje estou visitando e vejo tudo muito preparado para acolher as mulheres que se sentem desprotegidas e excluídas por causa da violência", completou Nailde. Também compareceu a presidente da Coordenadoria Estadual da Mulher em situação de Violência Doméstica e Familiar, desembargadora Marlúcia de Araújo Bezerra. "Com esta nova unidade, o atendimento e o enfrentamento à causa serão ampliados significativamente”, destacou. 

Segundo o TJ, a instalação conta com sala de atendimento ao público, com atendimento personalizado, sigiloso e reservado; sala de audiências, onde são realizadas audiências filmadas ou presenciais, a depender do caso; e a secretária, onde trabalham seis servidores e seis estagiários. A estrutura também foi equipada com novos mobiliários e computadores, cedidos pela diretoria do Fórum Clóvis Beviláqua.