PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Associação dos Defensores Públicos do Ceará empossa nova gestão

Segundo a futura presidente, defensora Andrea Coelho, um dos principais focos da diretoria será trabalhar pela realização de novo concurso público para a categoria

17:09 | 26/01/2021
Defensora Andrea Coelho toma posse como presidente da Adpec nesta quarta-feira, 27 de janeiro, para o biênio 2021-2022 (Foto: Divulgação / Adpec)
Defensora Andrea Coelho toma posse como presidente da Adpec nesta quarta-feira, 27 de janeiro, para o biênio 2021-2022 (Foto: Divulgação / Adpec)

A Associação das Defensoras e dos Defensores Públicos do Estado do Ceará (Adpec) empossa uma nova diretoria nesta quarta-feira, 27 de janeiro. Dentre os membros da futura diretoria, com mandato para o biênio 2021-2022, estão a defensora pública Andrea Coelho (presidente eleita), Sandra Sá (vice-presidente eleita) e Priscilla Holanda na primeira secretaria.

Tanto a presidente quanto a vice já comandaram a Adpec no passado. Andrea é bacharel em Direito e defensora pública desde 1993. Sua atuação ocorre na 1ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). Segundo a associação, um dos focos da futura diretoria será trabalhar pela realização de novo concurso público para a categoria.

Coelho classifica o momento como “desafiador” e diz que sua gestão terá a missão de “resgatar a luta coletiva” pela melhoria da defensoria pública. “Se o defensor tem boas condições de trabalho e vive com bem estar no ambiente profissional ele vai atender melhor seu assistido e a população que precisa de uma orientação e acesso à Justiça”, defende.

Segundo a Adpec, atualmente, o Estado do Ceará tem cerca de 20% das comarcas com defensores. Para a nova presidente, há “necessidade de fortalecimento urgente da defensoria, para que todos os municípios tenham cobertura”. Coelho também cita previsão da Emenda Constitucional (EC) nº 80, de 2014, que aponta que o número de defensores por unidade jurisdicional deve ser proporcional à demanda pelo serviço e à respectiva população.

O texto da EC prevê ainda que “no prazo de oito anos (ou seja, até 2022), a União, os Estados e o Distrito Federal deverão contar com defensores públicos em todas as suas respectivas unidades jurisdicionais” e que a lotação desses defensores ocorra “prioritariamente atendendo as regiões com maiores índices de exclusão social e adensamento populacional”.

A posse da nova gestão da Adpec ocorre em solenidade virtual, a partir das 9 horas, com transmissão pelo canal do YouTube da Adpec.