PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Justiça Eleitoral concede direito de resposta a Sarto contra Capitão Wagner nas redes sociais

A publicação impulsionada associa Sarto a facções criminosas. O direito de resposta concedido ao pedetista deverá permanecer disponível nas redes sociais de Wagner por, pelo menos, sete dias.

16:47 | 21/11/2020
FORTALEZA, CE, BRASIL, 12.11.2020: Entrevista coletiva com Dr. Sarto após votação do primeiro turno da eleição para prefeito de Fortaleza (Fco Fontenele/O POVO) (Foto: FCO FONTENELE)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 12.11.2020: Entrevista coletiva com Dr. Sarto após votação do primeiro turno da eleição para prefeito de Fortaleza (Fco Fontenele/O POVO) (Foto: FCO FONTENELE)

A Justiça Eleitoral concedeu neste sábado, 21, direito de resposta ao candidato à Prefeitura de Fortaleza, José Sarto (PDT), contra propaganda presente nas redes sociais de Capitão Wagner (Pros) em 11 de novembro de 2020. A decisão judicial, assinada pelo juiz Gerardo Magela Facundo Júnior, determina a suspensão de conteúdo impulsionado que associa o pedetista a facções criminosas. 

Conforme determinação da 115ª Zona Eleitoral de Fortaleza, a peça extrapola os limites de liberdade de expressão e promove lesão à honra do candidato, devendo ser imediatamente retirada do Facebook e do Instagram de Wagner. O magistrado decidiu ainda pela abstenção de nova divulgação do conteúdo da referida postagem. Em caso descumprimento, a multa diária é de R$ 50 mil.

O direito de resposta concedido a Sarto deverá permanecer disponível nas redes sociais do adversário por, pelo menos, sete dias. Ela também deverá ser postada em caráter público, sem a restrição de visualização para apenas amigos ou determinados usuários. A reportagem entrou em contato com a campanha de Wagner, porém, ela não se manifestou até o momento.