PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Filho do senador Chico Rodrigues pego com dinheiro na cueca pode assumir cargo do pai afastado pelo STF

Caso Pedro assuma o cargo definitivamente, o mandato segue até 2026

15:04 | 16/10/2020
Chico Rodrigues foi alvo da ação da operação da Polícia Federal na última quarta-feira, 14. Caso filho assuma o cargo definitivamente, o mandato segue até 2026 (Foto:  Jane de Araújo/Agência Senado)
Chico Rodrigues foi alvo da ação da operação da Polícia Federal na última quarta-feira, 14. Caso filho assuma o cargo definitivamente, o mandato segue até 2026 (Foto: Jane de Araújo/Agência Senado)

 

O substituto do vice-líder do governo Bolsonaro no Senado Chico Rodrigues (DEM-RR) é o próprio filho Pedro Arthur, também filiado ao DEM, em caso de afastamento definitivo pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Caso Pedro assuma o cargo, o mandato segue até 2026. Chico foi alvo da operação da Polícia Federal (PF) na última quarta-feira, 14. Na ação, o parlamentar escondeu dinheiro na cueca durante a abordagem dos policiais. As informações são do portal O Globo. Pedro é suplente do pai na vaga do Senado.

Nesta quinta-feira, 15, o ministro Luís Roberto Barroso, do STF,  determinou o afastamento do senador por 90 dias. A decisão foi tomada após ação da PF que investiga desvios de aplicação de recursos de combate à Covid-19.

LEIA TAMBÉM | PF descreve com detalhes apreensão “embaraçosa” de R$ 33 mil em cueca de senador

Em 2018, Pedro Arthur concorreu a um cargo público como 1° suplente do pai. Na declaração ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), disse ter ensino superior completo e trabalhar como administrador. A PF, em ação na quarta-feira, também fez buscas na casa de Arthur, entretanto, não encontrou nenhuma documentação relacionada aos fatos sob investigação.

Leia Também | Operação da Polícia Federal encontra dinheiro na cueca de vice-líder do governo Bolsonaro no Senado

Durante a ação, a PF chegou a solicitar a prisão preventiva de Chico Rodrigues alegando que a tentativa do parlamentar de esconder dinheiro já se caracterizaria flagrante. O ministro Barroso apontou que atualmente há dúvidas no entendimento do STF sobre prisões preventivas de parlamentares. Por isso, decidiu autorizar apenas o afastamento do senador, determinando que o Senado seja intimado para analisar se ratifica a medida.

Segundo a Polícia Federal, foram localizadas R$ 15 mil em dinheiro na cueca de Chico Rodrigues, além de valores encontrados na residência do parlamentar, informou a PF ao ministro do Supremo.

Saiba mais | DEM avalia punir Chico Rodrigues por dinheiro na cueca

Ouça o podcast Recorte