PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

'Corrupto não vai colocar o dedo neste programa', diz Damares em evento no Pará

12:26 | 09/10/2020

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, destacou nesta sexta-feira, 9, que o programa Abrace o Marajó conta com a participação de 16 ministérios e que nenhum "corrupto vai colocar o dedo" na iniciativa. Nesta sexta-feira, 9, ministros e o presidente Jair Bolsonaro participaram da apresentação de ações da programa em evento realizado em Breves, na Ilha do Marajó, no Pará.

"Os ministros que estão envolvidos com esse programa, são 16 ministérios. Nós temos um comitê de ministros e a gente vai mandar um recado: corrupto não vai colocar o dedo neste programa. Nós vamos acompanhar a execução de cada ação", declarou. Com a fala, a ministra endossa o discurso de Bolsonaro de que seu governo não tem casos de corrupção.

Na quarta-feira, 7, Bolsonaro disse que a Lava Jato havia acabado visto que o governo estava livre de corrupção. Nesta quinta, 8, na live semanal, o chefe do Executivo acrescentou que a operação deve continuar para "demais órgãos do Brasil, Estados e municípios".

Programa

Ministra mais aplaudida no evento, Damares destacou que o plano do Executivo para a região do Marajó inclui 109 ações. "Aqui já está orçado R$ 1 bilhão para o Marajó na primeira fase e, até o final, a gente vai passar de R$ 4 bilhões para o Marajó", disse. Lançado em março, o Abrace o Marajó é um programa social da pasta de Damares.

A ministra foi elogiada no discurso de Bolsonaro, que disse que a pastora "vale por três" ministros e agradeceu a ela por ter aceitado o convite para ser parte do governo, por indicação da primeira-dama Michelle Bolsonaro. "Realmente é uma pessoa fantástica, me desculpe os ministros, Fabio Faria, Bento Albuquerque e Marcelo Álvaro Antônio, ela vale por três", disse o presidente.

No evento de hoje, também foi assinada autorização para obras do programa Mais Luz para a Amazônia. O ministro Bento Albuquerque, de Minas e Energia, informou que a iniciativa deve atende 42 mil pessoas na região do Marajó. Já o ministro Fabio Faria, das Comunicações, anunciou a entrega de um ponto "Wi-fi na Praça", em Breves, para a disponibilização de internet gratuita e de obras de conexão para o acesso à 4G em sete localidade no Marajó.