PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Kim Jong-un demite responsáveis por obra de hospital de Pyongyang

Grandes obras são um meio de propaganda interna para reforçar a credibilidade dos líderes de Pyongyang

08:32 | 20/07/2020
Presidente da Coreia do Norte, Kim Jong-un (Foto: Gov. North Korean)
Presidente da Coreia do Norte, Kim Jong-un (Foto: Gov. North Korean)

O líder norte-coreano Kim Jong-un repreendeu os responsáveis pelo trabalho de um hospital de prestígio em Pyongyang por negligência financeira e ordenou demissões - informou a imprensa oficial nesta segunda-feira (20).

Grandes obras são um meio de propaganda interna para reforçar a credibilidade dos líderes de Pyongyang. Alguns especialistas observam que, em geral, é dada mais importância aos trabalhos realizados rapidamente do que às infraestruturas de boa qualidade.

Em princípio, o Hospital Geral de Pyongyang deveria estar concluído até 10 de outubro, quando será comemorado o 75º aniversário da fundação do Partido dos Trabalhadores da Coreia.

Durante uma cerimônia em março, Kim apresentou o projeto como uma "missão crucial" para a política de saúde do país. Após ser informado sobre o andamento do trabalho, porém, Kim "apontou problemas sérios", disse hoje a agência oficial de notícias KCNA.

A comissão responsável pelo trabalho foi "negligente" no financiamento do projeto, cujo "orçamento não foi estabelecido corretamente", relatou Kim.

A agência norte-coreana não deu detalhes sobre a negligência, mas Kim Jong-un pediu ao Comitê Central do partido no poder que abra uma investigação e "substitua os responsáveis".

A KCNA também não especificou a data em que Kim Jong-un visitou as obras.