PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Ministro da Educação edita currículo após reitor argentino negar seu doutorado

O ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, teria concluído apenas os créditos necessários para o doutorado, mas foi reprovado no exame de qualificação pela banca

Ismia Kariny
11:02 | 27/06/2020
Bolsonaro anunciou Decotelli como novo ministro da Educação na tarde desta quinta-feira, 25 (Foto: Reprodução/Facebook )
Bolsonaro anunciou Decotelli como novo ministro da Educação na tarde desta quinta-feira, 25 (Foto: Reprodução/Facebook )

Carlos Alberto Decotelli, o novo ministro da Educação, editou o seu currículo Lattes após o reitor da Universidade de Rosário, Franco Bartolacci, afirmar que a instituição argentina não reconhece o título de doutorado do economista. A informação de que Decotelli seria doutorado pela Universidade foi divulgada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, ao anunciar o economista como o titular da pasta.

Logo após a publicação, o reitor argentino esclareceu que o título de doutorado de Decotelli não foi obtido na Universidade de Rosario. Segundo Bartolacci, o ministro havia sido reprovado pela banca de qualificação. “Ele cursou o doutorado, mas não finalizou, portanto não completou os requisitos exigidos para obter a titulação de doutor na Universidade Nacional de Rosario”, disse o reitor à coluna da Mônica Bergamo, do Folha de S. Paulo.

Leia também | "Pode entrar no Google e ver o seu currículo", diz Bolsonaro sobre novo ministro da Educação

MEC apresenta certificado emitido pela Universidade de Rosário, indicando conclusão dos créditos necessários para o doutorado de Decotelli
MEC apresenta certificado emitido pela Universidade de Rosário, indicando conclusão dos créditos necessários para o doutorado de Decotelli (Foto: Reprodução)

De acordo com o portal de notícias da UOL, o ministro da Educação teria retirado o título de sua tese "Gestão de Riscos na Modelagem dos Preços da Soja" e o nome do orientador Dr. Antonio de Araujo Freitas Jr. No lugar, Decotelli deixou apenas "créditos concluídos" e "ano de obtenção: 2009". No campo sobre o orientador, ele escreveu: "sem defesa de tese".

Curriculo Lattes do ministro Carlos Alberto Decotelli, com modificação, em imagem reproduzida pela UOL, em 26 de junho de 2020
Curriculo Lattes do ministro Carlos Alberto Decotelli, com modificação, em imagem reproduzida pela UOL, em 26 de junho de 2020 (Foto: Reprodução)

O portal da UOL entrou em contato com a assessoria de imprensa do Ministério da Educação, e foi informado que o novo ministro concluiu os créditos das disciplinas necessárias para o doutorado. No entanto, a pasta não respondeu se ele tinha defendido a tese para a obtenção do título de doutor.