PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Abraham Weintraub deixa Ministério da Educação do governo Bolsonaro

Em post em rede social que anuncia a saída do Ministério da Educação, Abraham Weintraub publicou um vídeo ao lado de presidente Jair Bolsonaro. Ex-ministro tem acumulado desgastes com governo Bolsonaro

Carlos Holanda
16:11 | 18/06/2020
WEINTRAUB deixa o governo Bolsonaro (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
WEINTRAUB deixa o governo Bolsonaro (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Abraham Weintraub não é mais ministro da Educação do governo Jair Bolsonaro (sem partido). O anúncio da saída é da tarde desta quinta-feira, 18. Ele acumula desgastes com o Supremo Tribunal Federal (STF) pelo menos desde que a reunião do dia 22 de abril foi publicizada e o mostra defendendo a prisão de todos os ministros da Suprema Corte. Em post em rede social que anuncia a saída do Ministério da Educação, Abraham Weintraub publicou um vídeo em que aparece ao lado presidente Jair Bolsonaro. Ele lê um texto, depois Bolsonaro pede a palavra e os dois terminam o vídeo se abraçando (assista abaixo).

O próximo destino de Weintraub é o Banco Mundial. Ele irá morar nos Estados Unidos, precisamente em Washington, para assumir uma diretoria do Banco Mundial. O País é líder de um grupo de nove países e dispõe da possibilidade de indicar o diretor da área.

Se dizendo emocionado, o ministro afirmou que encontrou vários "Weintraubs" pelo Brasil, se referindo aos apoiadores dele e do presidente. "Nos próximos dias eu passo o bastão para o ministro que vai ficar no meu lugar. Nesse momento não quero discutir os motivos da minha saída, não cabe."

Weintraub também diz que ele a família poderão, no exterior, ter a "segurança que hoje está me deixando preocupado." O ex-ministro ainda adicionou que segue defendendo a gestão do presidente e as bandeiras conservadoras empunhadas desde a campanha presidencial de 2018.

"É um momento difícil, todos os meus compromissos de campanha continuam de pé. Busco implementá-lo da melhor forma possível. A confiança você não compra, você adquire", afirmou Bolsonaro no vídeo.

E prosseguiu: "Todos que estão nos ouvindo agora são maiores de idade, sabem o que o Brasil está passando. E o momento é de confiança. Jamais deixaremos de lutar por liberdade. Eu faço o que o povo." quiser"

O guru

No estado vizinho ao que Weintraub ficará, na Virginia, mora a liderança intelectual do presidente e dos seguidores, o autointitulado filósofo Olavo de Carvalho.

Confira a íntegra da fala de Weintraub:

Primeiro, eu queria agradecer todo apoio e carinho que eu e minha família estamos recebendo de vocês. Eu achava que tinha pouco Weintraub no Brasil, mas cada vez sinto que vocês fazem parte da minha família e hoje tem muitos Weintraubs. Muito obrigado.

Sim, desta vez é verdade, eu tô saindo do MEC e vou começar a transição agora. Nos próximos dias eu passo o bastão para o ministro que vai ficar no meu lugar, interino ou definitivo.

Neste momento, não quero discutir os motivos da minha saída, não cabe. O importante é dizer que recebi convite para ser diretor de um banco, eu já fui diretor de um banco no passado, volto ao mesmo cargo, porém no Banco Mundial.

O presidente já referendou. Obrigado, presidente. E, com isso, eu, a minha esposa, os nossos filhos e até a nossa cachorrinha Capitu, a gente vai poder ter a segurança que hoje tá me deixando muito preocupado.

Estou fechando um ciclo, presidente, e começando outro. Claro que sigo apoiando o senhor, presidente Bolsonaro, como fiz nos últimos três anos. Neste período, eu vi um patriota que defende os mesmos valores que eu sempre acreditei: família, liberdade, honestidade, franqueza, o patriotismo e que tem Deus no coração.

Agradeço a honra que foi participar do seu governo, presidente, e desejo toda a sorte e sucesso que o senhor merece neste desafio gigante, que é salvar o Brasil.

Jogo Político