PUBLICIDADE
Política
Noticia

"Colocava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF", diz Weintraub

Na gravação, Weintraub defende "acabar com essa porcaria que é Brasília"

Carlos Mazza
18:04 | 22/05/2020
Bolsonaro durante a reunião (Foto: Marcos Corrêa/PR)
Bolsonaro durante a reunião (Foto: Marcos Corrêa/PR)

Vídeo de reunião ministerial de 22 de abril, que teve sigilo levantado por Celso de Mello nesta sexta-feira, 22, inclui trecho em que o ministro Abraham Weintraub (Educação) faz pesados ataques aos integrantes do Supremo Tribunal Federal (STF).

Veja a transcrição da íntegra da reunião:

Clique aqui para baixar o PDF.

Na gravação, Weintraub defende "acabar com essa porcaria que é Brasília" e fala até em prisão dos ministros do Supremo. "Eu por mim colocava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF", diz o ministro, um dos mais próximos ideologicamente do presidente.

LEIA TAMBÉM | Divulgado vídeo da reunião ministerial

O ministro também faz uma série de ataques a adversários do governo e diz odiar o termo "povos indígenas". "Odeio o partido comunista trecho censurado. Odeio o termo povos indígenas, odeio esse termo. Só há um povo, o brasileiro. Tem que acabar com essa coisa te termos e privilégios, diz".

Na decisão liberando o sigilo das falas, Celso de Mello destaca "aparente crime contra a honra dos ministros do STF" por Weintraub. "As expressões indecorosas, grosseiras e constrangedoras por ele pronunciadas, ensejou a descoberta fortuita ou casual de aparente crime contra a honra de integrantes do STF".