Participamos do

Deputados defendem que Sindicato dos Médicos comprove denúncias sobre fraudes de atestados no CE

Assembleia Legislativa está protocolando um pedido para ter acesso à peça jurídica apresentada ao MPCE
16:58 | Mai. 14, 2020
Autor Gabriela Almeida
Foto do autor
Gabriela Almeida Repórter O POVO
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Durante sessão remota da Assembleia Legislativa do Ceará, realizada nesta quinta-feira, 14, parlamentares defenderam que o Sindicato do Médicos do Estado apresentasse provas sobre denúncias de que profissionais da medicina eram obrigados a atestarem óbitos como Covid-19. A casa chegou a informar que está protocolando um pedido ao Ministério Público do Ceará (MPCE) para ter acesso à peça jurídica apresentada pela entidade ao órgão.

O presidente da Assembleia, deputado José Sarto (PDT), considerou como “desserviço” a postura da entidade médica, afirmando que era preciso a apresentação de provas das supostas denúncias realizadas para o órgão. Sarto garantiu ainda que a casa legislativa estava protocolando um pedido para ter acesso ao documento apresentado pelo sindicato ao MPCE, afirmando que era preciso saber quem são os “médicos supostamente prejudicados e quem está realizando a pressão sobre eles”.

O deputado Romeu Aldigueri (PDT) reforçou o posicionamento de Sarto, defendendo que representantes do sindicato precisam comparecer à casa para comprovar as denúncias que estão recebendo. O parlamentar ainda classificou a informação da suposta pressão sofrida pelos médicos como “gravíssima” e considerou o posicionamento do sindicato como “ato político”, afirmando que o “momento é de salvar vida, não de fazer politicagem”.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Em meio ao debate, o deputado estadual André Fernandes (PSL) foi mencionado como “estopim” da desconfiança gerada sobre trabalho médico e alguns deputados chegaram a afirmar que as denúncias informadas pelo sindicato eram apenas para "endossar" a acusação. O parlamentar acusou, ainda nesta semana, o secretário da saúde do Ceará, Dr. Cabeto, de fraudar laudos médicos para “inflar” estatísticas do novo coronavírus no Estado. “Ele (André) criou uma cortina de fumaça, uma especulação gravíssima”, afirmou o deputado Salmito (PDT).

A política de saúde de Bolsonaro: ouça a análise no podcast Jogo Político

 Listen to "#80 - Bolsonaro e a frigideira dos ministros da Saúde" on Spreaker.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar