PUBLICIDADE
Política
Noticia

Bolsonaro compara Maranhão a Venezuela e Dino rebate: "Deveria fazer algo de útil e não ficar passeando de jet ski"

Presidente publicou vídeo de fiscalização no Maranhão e afirmou que "milhões já sentem como é viver na Venezuela". Governador do estado disse que Bolsonaro finge estar preocupado com o desemprego

16:44 | 10/05/2020
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: EVARISTO SA / AFP)

O presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) publicou, neste domingo, 10, mensagem na qual sugere que o bloqueio total (lockdown) na Região Metropolitana de São Luís, no Maranhão, equipara-se à crise política e socioeconômica enfrentada pela Venezuela nos últimos anos.

A postagem contém uma gravação que mostra agentes de segurança promovendo fiscalização e critica o governador Flávio Dino (PCdoB), que respondeu posteriormente.

"Documento e declaração de que vai trabalhar... Se não tem desce. Assim o povo está sendo tratado e governado pelo PCdoB/MA e situações semelhantes em mais estados. O chefe de família deve ficar em casa passando fome com sua família. Milhões já sentem como é viver na Venezuela", escreveu Bolsonaro.

O questionamento da medida de restrição, que foi decretado pela Justiça a pedido do Ministério Público estadual, gerou reação do governador Flavio Dino que respondeu Bolsonaro em outra postagem na rede social. 

"Bolsonaro inicia o domingo me agredindo e tentando sabotar medidas sanitárias determinadas pelo Judiciário e executadas pelo Governo. E finge estar preocupado com o desemprego. Deveria então fazer algo de útil e não ficar passeando de jet ski para “comemorar” 10.000 mortos", escreveu Dino.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >