PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Pedetista, Sarto comemora suspensão da nomeação de Ramagem à direção da PF

Alexandre de Moraes suspendeu nomeação após pedido do PDT

Carlos Holanda
13:04 | 30/04/2020
FORTALEZA, CE, BRASIL,28-02-2020: José Sarto. Deputados  se reúnem após Camilo enviar PEC à Assembleia que proíbe concessão de anistia a policiais amotinados. (Foto: Beatriz Boblitz/ O POVO)
FORTALEZA, CE, BRASIL,28-02-2020: José Sarto. Deputados se reúnem após Camilo enviar PEC à Assembleia que proíbe concessão de anistia a policiais amotinados. (Foto: Beatriz Boblitz/ O POVO) (Foto: Beatriz Boblitz)

O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE), José Sarto comemorou a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, que nesta quarta-feira, 29, suspendeu nomeação de Alexandre Ramagem à direção-geral da Polícia Federal (PF). Moraes acatou pedido de liminar feito pelo PDT de Sarto.

O partido alegou desvio de finalidade no decreto de nomeação. Ramagem é amigo da família Bolsonaro e a PF conduzirá inquérito de interesse tanto do presidente como dos filhos, a exemplo da suposta interferência política do presidente na instituição, como acusou o ex-ministro Sergio Moro. Na decisão, Moraes sustentou que numa lógica republicana os poderes conferidos ao presidente não são ilimitados.

Para Sarto, o acatamento da ação é resultado da luta dos PDT e de outros partidos pela legalidade e proteção das instituições. O presidente tem feito comentários sobre o tensionamento político no plano nacional.

Nessa quarta-feira, 29, o pedetista reprovou o "e daí?" oferecido por Bolsonaro em resposta ao crescimento do número de mortes pelo coronavírus no País, que ultrapassou a China.