PUBLICIDADE
Política
Noticia

Após minimizar coronavírus, filho de Bolsonaro diz que estava brincando

Jair Renan gravou vídeo nesta quinta-feira, 30, afirmando que doença é uma "gripezinha" e que prefere morrer transando do que tossindo

Carlos Holanda
19:51 | 30/04/2020
Jair Renan, o filho 04 do presidente Jair Bolsonaro
Jair Renan, o filho 04 do presidente Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução / Twitter)

Após gravar vídeo ironizando o perigos do novo coronavírus à saúde, nesta quinta-feira, o filho do presidente da República Jair Bolsonaro, Jair Renan — chamado pelo pai de "04" —, foi ao Twitter afirmar que estava brincando e que teve a fala deslocada de contexto.

No novo vídeo publicado, Renan insere frase do cantor sertanejo Leonardo em show, de modo a justificar a referência para a afirmação de horas antes, sobre preferir "morrer transando" a tossindo.

"Nando Moura", escreveu ele ao músico e YouTuber conservador, "aqui está o vídeo na íntegra. Foi uma brincadeira que você tirou de contexto! Você é um mau caráter e todo mundo sabe disso."

Moura respondeu: "Qual contexto? Que você é um palhaço que tripudia e menospreza a morte de 5.000 brasileiros? Já ouviu falar de para-práxis?." Ele mesmo respondeu: "Vai no Google procurar, vagabundo... Sabe que os teus 3 irmãos te desprezam, você e sua mãe, né? Seu pai vai cair."

Jair Renan apareceu em vídeo nesta quinta-feira, 30, no qual diz que o novo coronavírus é uma "gripezinha" e uma "história da mídia" para trancar as pessoas em casa, para "achar que o mundo está acabando".

"Pô, isso é só uma gripezinha, irmão, tomar no c...", ele diz. E completa sobre a própria experiência com o vírus: "Peguei, passou. Prefiro morrer tossindo do que morrer transando", disse, antes de inverter a frase.

O "04" foi citado no pronunciamento presidencial do último dia 24, quando Bolsonaro se defendeu das acusações feitas pelo ex-ministro Sergio Moro sobre interferência política na Polícia Federal (PF).

Durante a fala, o presidente discorreu por vários temas, um deles o assassinato da ex-vereadora Marielle Franco e a descoberta de que a filha de Ronnie Lessa, apontado como executor do crime, teria namorado com Jair Renan.

“Eu comecei a correr atrás. Primeiro chamei meu filho: ‘Abre o jogo’. ‘Pai, eu saí com metade do condomínio. Não lembro quem é essa menina'”, reclamou Bolsonaro, convicto de que o apontamento de relação entre as duas questões tinha objetivo de incriminá-lo.

Como Renan, Jair Bolsonaro também já se referiu ao vírus como "gripezinha" em um dos pronunciamentos feitos em cadeia de rádio e televisão. Também afirmou que o histórico de atleta o tornaria imune à contaminação. Nesta quinta-feira, a Advocacia-Geral da União (AGU) disse que o presidente se encontra assintomático e que os resultados deram negativos.

A AGU, porém, não entregou cópia dos laudos, conforme a solicitação do jornal Estado de S. Paulo acatada pela Justiça.