PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Soldado que chamou policiais amotinados de "vagabundos" em vídeo é afastado do serviço

Imagens viralizaram na internet durante a última semana e militar foi detido por transgressão

22:10 | 26/02/2020
FORTALEZA, CE, BRASIL, 22-02-2020: Soldado fazia parte da Operação Mandacaru, em que agentes de outros estados reforçam a segurança no Ceará
FORTALEZA, CE, BRASIL, 22-02-2020: Soldado fazia parte da Operação Mandacaru, em que agentes de outros estados reforçam a segurança no Ceará (Foto: BARBARA MOIRA)

Soldado do Rio Grande do Norte que participava da operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), em Fortaleza, foi afastado do cargo pelo Exército após aparecer em vídeo chamando policiais amotinados de “vagabundos”. Imagens viralizaram na internet durante a última semana. O afastamento foi anunciado em coletiva realizada nesta quarta-feira, 26.

No vídeo, feito pelo próprio celular do soldado, o militar do Grupamento de Fuzileiros Navais registra o momento em que ele e mais dois soldados fazem patrulha pela Capital. “Já que os vagabundos dos PMs não quer, nós tá aqui”, disse na gravação.

O caso repercutiu e o soldado foi detido e encaminhado para a sua unidade de origem em Natal, Rio Grande do Norte, onde responderá pela declaração. As informações foram divulgadas por Leônidas Carneiro, responsável pela comunicação da GLO, durante coletiva que anunciava os resultados da operação. “O militar foi autuado por transgressão. Seu comportamento não condiz com o do resto da tropa”, pontuou.

Operação Mandacaru

O soldado fazia parte da Operação Mandacaru, que atende ao decreto da Garantia da Lei e da Ordem (GLO), determinado pelo presidente Jair Bolsonaro na última semana. Ação conta com a presença de mais de 2 mil militares, de cinco estados brasileiros, no Ceará. Composto por homens da Força Nacional de Segurança, do Exército, da Marinha e da Aeronáutica, o efetivo chegou ao Estado no último dia 21, logo após policiais militares organizarem um movimento paredista. Objetivo da operação é reforçar a segurança nos municípios.