PUBLICIDADE
Política
Noticia

Noelio diz que definição de novos salários precisa sair até Carnaval

Primeira proposta teve resistência entre a categoria e houve entendimento para abertura de negociações sobre um novo plano de reajuste

Carlos Holanda
15:16 | 10/02/2020
REUNIÃO de Camilo com deputados e secretário no Abolição durou quase duas horas
REUNIÃO de Camilo com deputados e secretário no Abolição durou quase duas horas (Foto: Carlos Gibaja/Governo do Ceará)

Atualizada às 17h43min

Representante de policiais militares na Assembleia Legislativa do Ceará, o deputado estadual Soldado Noelio (Pros) disse que o prazo para conclusão da nova proposta de salários para policiais militares e bombeiros é antes do Carnaval, que começa no próximo dia 22. O Governo do Estado trabalhava, pelo menos até a reação à proposta, com a aprovação ainda em fevereiro, para o pagamento começar em março.

A primeira rodada de negociações ocorre na tarde desta segunda-feira, 10, com deputados, membros do Palácio da Abolição, como Élcio Batista (Casa Civil) e Mauro Filho (Planejamento e Gestão), e representantes da categoria. Pré-candidato a prefeito de Fortaleza com ascendência entre grupo de agentes, o deputado federal Capitão Wagner (Pros) também está na reunião.

O primeiro pacote, apresentado no último dia 31, não surtiu efeito positivo que o Governo do Ceará aguardava. A pauta central do ato reivindicatório que paralisou trânsito na Avenida Desembargador Moreira, na última quinta-feira, 6, foi a de um salário mais justo e corrigido pela inflação.

FORTALEZA, CE, BRASIL, 06.02.2020: Policiais militares e bombeiros do estado do Ceara ameaçam entrar em greve durante protesto na Assembleia Legislativa.  (Fotos: Fabio Lima/O POVO)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 06.02.2020: Policiais militares e bombeiros do estado do Ceara ameaçam entrar em greve durante protesto na Assembleia Legislativa. (Fotos: Fabio Lima/O POVO) (Foto: FÁBIO LIMA/O POVO)

Em função da reação, o governador assumiu novo compromisso com a categoria. Um deles foi o de aumentar o teto do investimento inicialmente fixados na proposta, de R$ 440 milhões. Além disso, nova política de gratificações, de modo a evitar variações nos salários, e aumento dos ganhos já na primeira parcela do pagamento, datada para março.

"A gente tem prazo para finalizar essa negociação, que é antes de fevereiro. Nós temos que terminar a proposta até o início da semana que vem para que se possa votar na Assembleia antes do Carnaval e implementado na folha de pagamento de março", defende Noelio.

Indagado por O POVO sobre probabilidade de paralisação de policiais, o político respondeu que a questão depende exclusivamente dos agentes de segurança. Mas disse torcer por um desfecho pacífico. "Eu, como parlamentar, como pessoa que defende o trabalhador, espero que eles (Governo do Ceará) tenham capacidade de defender estes profissionais. Não estão pedindo supersalários."

Confira roteiro das reuniões:

14h - Reunião com entidades representativas dos Policiais Militares e do Corpo de Bombeiros.

15h30 - Reunião com entidades representativas da Polícia Civil (inspetores e escrivães)

16h - Reunião com entidades representativas dos Delegados da Polícia Civil.

16h30 - Reunião com entidades representativas dos peritos forenses (Pefoce)

Com informações do repórter Henrique Araújo