PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Dono da Havan patrocina faixa em avião que chama Lula de "cachaceiro"; PT aciona a Justiça

Luciano Hang havia anunciado que patrocinaria aviões que levassem "mensagens patriotas" pelo litoral de Santa Catarina

Wanderson Trindade
15:14 | 30/12/2019
Luciano Hang havia anunciado que patrocinaria aviões que levassem
Luciano Hang havia anunciado que patrocinaria aviões que levassem "mensagens patriotas" pelo litoral de Santa Catarina (Foto: Reprodução / Instagram / @luciano.hang)

O dono da Havan, Luciano Hang, havia anunciado nos últimos dias que estava financiando aviões que iriam sobrevoar as praias de Santa Catarina puxando faixas “patriotas”. Com a execução do plano, as mensagens tiveram como alvo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o qual é apontado pela publicidade como “presidiário” e “cachaceiro”. Considerando tal tipo de comunicação ofensiva, o Partido dos Trabalhadores (PT) acionou a Justiça para processar o “empresário bolsonarista”.

Luciano Hang tinha pedido aos seus seguidores do Twitter sugestões de frases a serem exibidas por aviões. Em 1º de dezembro, publicou vídeo simulando algumas das indicações, entre elas estavam as mensagens: “Lula cachaceiro devolve meu dinheiro”; “Lula na cadeia, eu com o pé na areia”; “Aproveite sua liberdade na praia, não no sítio de Atibaia”; “Melhor que o verão, é o lula na prisão”; “Lula outra vez volta para o xadrez”; “Se é ruim para o PT é bom para o Brasil”; “Lula enjaulado é o Brasil acordado”; e “Nossa bandeira nunca será vermelha”.

“Tenho ou não tenho os seguidores mais criativos do Brasil? Durante o verão, vou patrocinar um avião que vai passar com mensagens patriotas pelo litoral de SC”, comunicou o empresário. Dias depois, em 27 de dezembro, compartilhou outro vídeo, desta vez, de um avião já circulando com uma das frases citadas acima. “O povo brasileiro acordou e sentiu na pele o quanto perdeu votando errado. Acreditaram nas pessoas erradas, que só pensaram no poder e destruíram nosso País. Agora juntos vamos reconstruí-lo e transformar o Brasil num lugar de paz, harmonia, ordem e progresso”, escreveu no Instagram.

Para advogados do PT, no entanto, as faixas de Hang foram ofensivas contra o ex-presidente. Para isso, entraram na Justiça contra Hang, acusando-o de calúnia e difamação. Os petistas protocolaram pedido de proibição da circulação das faixas e de condenação do empresário a pagar indenização de R$ 100 mil por danos morais. A ação foi protocolada na 2ª Vara Cível de Navegantes, cidade a 90 quilômetros da capital Florianópolis.

No site do PT, o partido defende, “que o acusado seja responsabilizado pela iniciativa, visto que tais frases maculam diretamente a imagem e a honra do ex-presidente”.