PUBLICIDADE
Política
Noticia

"São atípicas sim, mas não ilícitas", diz Glenn Greenwald sobre movimentações na conta de David Miranda

Segundo o jornalista, a acusação é "vazamento ilegal e falso".

09:17 | 12/09/2019
Jornalista Glenn Greenwald
Jornalista Glenn Greenwald(Foto: Rodrigues Pozzebom/ABR)

O jornalista Glenn Greenwald gravou um vídeo em seu canal no YouTube para responder a acusação do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sobre movimentações atípicas de R$ 2,5 milhões na conta de seu marido, o deputado federal David Miranda (Psol).

Na gravação, Glenn disse que a informação é um "vazamento ilegal e falso". "É muito irônico, porque um tema principal da nossa reportagem é o fato que o Ministério Público (MP) abusa o tempo todo de seu poder contra seus inimigos, inclusive vazando ilegalmente informações com o objetivo de sujar e destruir a reputação de seus adversários usando veículos da mídia", afirma um dos responsáveis do site The Intercept Brasil.

O jornalista provoca o jornal O Globo que publicou sobre o vazamento das movimentações. "O problema deles é que isso é muito fácil de responder. E se O Globo tivesse jornalistas e repórteres em vez de propagandistas para o MP, eles já saberiam".

Em outro trecho do vídeo, o jornalista americano afirma que o dinheiro na conta do marido tem explicação: "Eu transfiro todo o dinheiro que ganho no mês para o Brasil, porque moramos aqui, e é isso. Estas movimentações financeiras são atípicas sim, mas não são ilícitas, porque o MP sabe que vai perder, o juiz já disse que não vai aceitar seu pedido até David ter um chance de mostras as provas".

Veja vídeo