PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Promotoria apreende R$ 600 mil no apartamento de hacker preso em Curitiba

15:32 | 12/09/2019
O Ministério Público do Paraná, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), prendeu um hacker na manhã desta quinta-feira, 12, no âmbito da Operação Open Doors. De acordo com as investigações, os hackers praticavam crimes patrimoniais, como a subtração de valores de contas bancárias de terceiros por meio de transações fraudulentas realizadas em sites falsos.
Além do mandado de prisão, os promotores cumpriram cinco mandados de busca e apreensão - dois em Curitiba, dois em Campo Mourão e um em Ponta Grossa.
O Ministério Público informou que foram apreendidos em Curitiba - no apartamento do hacker preso - mais de R$ 600 mil e dois veículos. Em Campo Mourão foram apreendidos três veículos e cerca de R$ 38 mil, além de cartões bancários e equipamentos.
Os mandados foram expedidos pela Justiça de Barra Mansa, no Rio, e integram operação deflagrada pela Polícia Civil e pelo Ministério Público fluminense.
Também são cumpridos mandados nos Estados do Rio, Minas, Goiás e São Paulo.
A "Open Doors" é uma das operações que ocorrem nesta quinta, 12, e faz parte de ação nacional de enfrentamento à corrupção e à lavagem de dinheiro deflagrada em nove Estados pelos Ministérios Públicos.
As ações regionais acontecem no Amazonas, Bahia, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, São Paulo e Sergipe e são promovidas pelos Grupos de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaecos), a partir de articulação do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC).