PUBLICIDADE
Política

NOTÍCIA

64,9% dos brasileiros discordam da nomeação de Eduardo Bolsonaro para embaixador

Mulheres, pessoas que possuem ensino superior, pessoas na faixa-etária de 60 anos ou mais e moradores do Nordeste são os que mais discordam

09:12 | 19/07/2019
O filho do presidente diz que tem capacidade para assumir a embaixada do Brasil nos Estados Unidos por ter
O filho do presidente diz que tem capacidade para assumir a embaixada do Brasil nos Estados Unidos por ter "vivência pelo mundo", já ter feito intercâmbio e ter fritado hambúrguer nos EUA.(Foto: Reprodução)

De acordo com a pesquisa de opinião pública realizada pelo Paraná Pesquisas, 64,9% dos brasileiros discordam do presidente Jair Bolsonaro em nomear o filho, Eduardo Bolsonaro, como embaixador do Brasil nos Estados Unidos. Apenas 28,7% dos pesquisados concordam e 6,5% não opinaram ou não sabem. O resultado foi divulgado nessa quinta-feira, 18.

Conforme o resultado do perfil da pesquisa, as mulheres são as que mais discordam dessa nomeação (66,2%) contra 63,4% dos homens. Somente 31,8% do público masculino concordam e 25,9% do feminino.

Em relação à faixa etária, os entrevistados que possuem 60 anos ou mais são os que mais discordam (66,5%), seguido pelos mais jovens de 16 a 24 anos (65%), de 25 a 34 anos (64,8%), de 35 a 44 anos (64,5%) e de 45 a 59 anos (63,9%).

Os entrevistados que possuem o ensino superior são os que mais discordam dessa nomeação, com 70,1%. Já os que têm o ensino médio são 64,8% e chegam em 61,4% nos brasileiros com apenas o ensino fundamental.

Os moradores da região Nordeste são também os que mais discordam, com 66,8% dos entrevistados, seguido pelos habitantes do Sudeste (64,6%), Sul (64,5%) e Norte com o Centro-Oeste (62,5%).

Pesquisa

A pesquisa foi realizada com 2.118 habitantes de 16 anos ou mais em 160 municípios brasileiros entre os dias 13 e 17 de julho de 2019. O grau de confiança é de 95%, com margem de erro de 2% para mais ou para menos.

David Moura