PUBLICIDADE
Notícias

Em meio a tensão com Trump, procurador-geral dos EUA sugere que pode renunciar

00:24 | 07/06/2017
Fontes anônimas afirmaram ao site da ABC News que, em meio ao aumento da tensão com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o procurador-geral Jeff Sessions sugeriu que pode renunciar, enquanto a Casa Branca se prepara para o testemunho do ex-diretor da Agência Federal de Investigação (FBI, na sigla em inglês), James Comey, no Congresso.

De acordo com as fontes, o aumento da tensão entre Sessions e Trump foi verificada em março, quando o procurador-geral se recusou a envolver-se com qualquer coisa relacionada à investigação sobre a interferência russa nas eleições americanas.

A reportagem ainda afirma que fontes próximas ao presidente disseram que Trump atacou Sessions repetidamente em reuniões privadas, culpando a recusa do procurador-geral pela extensão da investigação sobre a Rússia pelo Conselho Especial e pelo ex-diretor do FBI, Robert Mueller. As fontes ponderam, no entanto, que a frustração parte dos dois lados, o que fez com que Sessions oferecesse a renúncia. (Matheus Maderal - matheus.maderal@estadao.com)

TAGS