Participamos do

Putin promete retaliação a quem interferir na invasão da Rússia na Ucrânia

Presidente russo fez forte discurso contra possível interferência de países ocidentais durante operação em território ucraniano
00:12 | Fev. 24, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

Presidente da Rússia, Vladimir Putin promete retaliação a quem interferir na operação russa na Ucrânia. A ameaça é, em tese, voltado aos países da Europa Ocidental e aos Estados Unidos, que acompanham a crise desde o início.

Putin, anunciou início de uma invasão no leste da Ucrânia. "Tomei a decisão por uma operação militar", afirmou ele em uma mensagem televisionada inesperada pouco antes das 3 da manhã, meia-noite no horário de Brasília.

Mais cedo, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, em pronunciamento à nação, disse que a Rússia havia aprovado ofensiva contra a Ucrânia. Ele relatou que Putin não havia respondido a convite dele para uma reunião.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Segundo agências internacionais, explosões foram ouvidas até na capital da Ucrânia, Kiev. Pelo menos duas fortes explosões foram ouvidas por jornalistas da AFP no centro da cidade nesta quinta-feira, 24, logo após o anúncio do presidente russo, Vladimir Putin, de uma operação militar contra a Ucrânia.

Na cidade portuária de Mariupol, a principal cidade controlada por Kiev perto da linha de frente no leste do país, também foram ouvidas fortes explosões, confirmaram jornalistas da AFP.

A mensagem de Putin veio horas depois que o Kremlin afirmou ter recebido um pedido de ajuda de separatistas pró-Rússia para "contra-atacar" o exército ucraniano.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags