PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Prefeitura de Paris é multada por contratar muitas mulheres em cargos de chefia

Prefeita da capital francesa, Anne Hidalgo, classificou a multa como absurda

07:46 | 16/12/2020
Prefeita de Paris, Anne Hidalgo (Foto: Matthieu Alexandre/ AFP )
Prefeita de Paris, Anne Hidalgo (Foto: Matthieu Alexandre/ AFP )

A Prefeitura de Paris foi multada em 90 mil euros, R$ 558,5 mil, por empregar muitas mulheres em cargos de confiança no seu quadro de funcionários em 2018. É o que alega o Ministério da Função Pública da França, responsável por aplicar a penalidade ao órgão francês, no qual apontou que a administração da capital infringiu as normas sobre paridade de gênero na época.

Leia Também | Mais de um mês após vitória de Biden, Bolsonaro saúda presidente eleito e diz querer continuar aliança

A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, classificou a multa como absurda nesta terça-feira, 15. “Tenho o prazer de anunciar que fomos multados” por “termos nomeado muitas mulheres para cargos de direção”, disse Hidalgo em uma reunião na prefeitura.

No total, em 2020, as mulheres ocuparam 69% dos cargos de chefia na prefeitura, com 11 mulheres. Cinco homens completam o time. “A gestão da prefeitura se tornou, de repente, feminista demais. Essa multa é obviamente absurda, injusta, irresponsável e perigosa”, disse a prefeita socialista, que foi reeleita para um novo mandato à frente de Paris no ano passado.

Leia Também | China é suspeita de espionar americanos no Caribe, diz jornal

Em um post no Twitter, a ministra da Função Pública da França, Amélie de Montchalin, reconheceu que havia imposto a multa, mas que a norma tinha sido anulada em 2019.

“Quero que a multa que Paris pagará por 2018 financie ações concretas para promover as mulheres no serviço público”, disse a ministra, que convidou Hidalgo para ir ao ministério discuti-las.