PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Mais de um mês após vitória de Biden, Bolsonaro saúda presidente eleito e diz querer continuar aliança

Bolsonaro afirmou ainda que está pronto para trabalhar com o novo governo. Presidente brasileiro se recusava a reconhecer o pleito devido à aliança com Donald Trump, que perdeu nas urnas

17:49 | 15/12/2020
Bolsonaro mantinha relação de aliado com Donald Trump, que perdeu nos EUA (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Bolsonaro mantinha relação de aliado com Donald Trump, que perdeu nos EUA (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (sem partido), reconheceu nesta terça-feira, 15, a vitória do presidente eleito dos EUA, Joe Biden, após mais de um mês da eleição americana. Bolsonaro se recusava a reconhecer o pleito devido à aliança com Donald Trump, que perdeu nas urnas. A saudação ao novo chefe de estado americano veio após a confirmação do colégio eleitoral de que Biden havia saído vitorioso, somente nessa segunda-feira, 14.

"Saudações ao Presidente @JoeBiden, com meus melhores votos e a esperança de que os EUA sigam sendo 'a terra dos livres e o lar dos corajosos'", escreveu o presidente brasileiro. Biden foi considerado eleito no último dia 7 de novembro, por projeções da imprensa americana. após ter conseguido 273 delegados no colégio eleitoral, mais do que os 270 necessários.

Bolsonaro afirmou ainda que está pronto para trabalhar com o novo governo "e dar continuidade à construção de uma aliança Brasil-EUA, na defesa da soberania, da democracia e da liberdade em todo o mundo, assim como na integração econômico-comercial em benefício dos nossos povos".