PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

BCE/Lagarde: Mundo precisa de 'forte cooperação global'

14:10 | 15/10/2020

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, afirmou nesta quinta-feira, 15, que o mundo precisa de uma "forte cooperação global, sem retirada prematura de políticas de apoio, tanto no lado fiscal quanto no monetário". Participando de reunião do Fundo Monetário Internacional (FMI), Lagarde apontou para uma "forte recuperação da atividade no terceiro trimestre" na zona do euro, mas indicou que a retomada "sustentável é muito dependente do avanço da pandemia", e que no momento a "economia é apoiada por uma política acomodatícia".

Em agosto, Lagarde apontou que a "inflação negativa refletiu queda no preço da energia e cortes no IVA alemão", fatores que combinados à baixa demanda, diminuíram o impacto da apreciação do euro. No momento, a inflação "deve seguir negativa, até ser positiva no começo de 2021", afirmou a dirigente.

"Prolongamos ajudas até a fase da crise pelo vírus passar. Facilitamos acesso a liquidez do BCE para estimular o setor financeiro em empréstimos, o que resultou em aumento de operações para empresas e família a taxas de juros em baixas recordes", destacou Lagarde sobre as ações do BCE. "O setor bancário demonstrou resiliência até agora, mas os riscos à estabilidade financeira seguem altos, com as vulnerabilidades nos setores não financeiros, com rendimentos menores e risco de calote. As políticas monetárias do BCE ajudaram a melhor as condições do mercado", indicou, reafirmando que há ainda há perigos.

"Mais de €540 bilhões foram providenciados pelos estados membros em auxílios adicionais, sendo a linha de frente no apoio durante a pandemia", destacou Lagarde sobre a ajuda dos estados nacionais. A dirigente ressaltou o "apoio macroeconômico para áreas digitais e verdes, visando o longo prazo na recuperação", e reafirmou o compromisso com um euro digital, que não substituiria o "dinheiro".