PUBLICIDADE
Mundo
Noticia

Vaticano tranquiliza fiéis sobre estado de saúde do papa emérito Bento XVI

Segundo o diário alemão Passauer Neue Presse, o alemão estaria em estado de saúde "extremamente frágil". Vaticano disse que os cuidados dele são os naturais a uma pessoa de 93 anos que supera a fase aguda de uma doença dolorosa

17:35 | 03/08/2020
Segundo a imprensa alemão, o papa emérito Bento XVI sofreria de erisipela no rosto, doença infecciosa que se caracteriza por erupções faciais e episódios de dor intensa (Foto: Sven Hoppe / POOL / AFP)
Segundo a imprensa alemão, o papa emérito Bento XVI sofreria de erisipela no rosto, doença infecciosa que se caracteriza por erupções faciais e episódios de dor intensa (Foto: Sven Hoppe / POOL / AFP)

O Vaticano tranquilizou os fiéis nesta segunda-feira, 3, sobre o estado de saúde do papa emérito Bento XVI, considerada "extremamente frágil", segundo o diário alemão Passauer Neue Presse que cita seu biógrafo Peter Seewald.

"As condições de saúde do papa emérito não são motivo de preocupação particular, além das de uma pessoa de 93 anos que superam a fase aguda de uma doença dolorosa, mas grave", anunciou a sala de imprensa do Vaticano, que citou seu secretário pessoal, o Monsenhor Georg Gänswein.

Segundo o jornal Passauer Neue Presse, Bento XVI sofre de erisipela no rosto, uma doença caracterizada por um inchaço e vermelhidão que causa coceira e dor intensas.

Segundo Seewald, o papa emérito está, no momento, extremamente frágil (...). Sua capacidade intelectual e memória não estão afetadas, mas sua voz é quase inaudível ", descreveu ao Passauer Neue Presse.

Peter Seewald se encontrou com Bento XVI em Roma no sábado para apresentar sua biografia, segundo o jornal.

"Durante essa reunião, o papa Emérito, apesar de sua doença, se mostrou otimista e declarou que, se suas forças melhorarem, talvez volte a escrever", acrescentou.

O papa emérito, o primeiro pontífice a renunciar em quase 600 anos, alegando motivos de saúde, leva uma vida reservada em um pequeno mosteiro do Vaticano desde 2013.