PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Freiras fazem serviço de delivery na Bolívia durante pandemia

11 religiosas do Convento das Clarissas, no Bolívia, trabalham com a modalidade

20:08 | 03/05/2020

A redução da atividade econômica devido à quarentena provocada pela pandemia de Covid-19 na Bolívia obrigou freiras a procurar novas formas de comércio para a vida nos conventos, como o serviço de entrega em domicílio. Tradicionalmente, as freiras em conventos vivem da venda de doces artesanais, laticínios, vinhos e licores caseiros, bem como artigos religiosos.

"Somos um convento em que a loja é o nosso sustento, e a mesma foi afetada pela quarentena, como aconteceu com outros comércios. Conhecemos uma jovem que nos propôs criar um catálogo dos nossos produtos. Ela mesma o elaborou e compartilhou com seus contatos no WhatsApp. Foi assim que começaram os pedidos", contou a irmã Carla Inés, do Convento das Clarissas, localizado na cidade de Cochabamba e onde vivem 11 religiosas.

Constam do catálogo das freiras na internet doces, vinho doce artesanal e produtos religiosos, como escapulários e pequenas cruzes de madeira. Os pedidos são feitos pelo WhatsApp e o cliente decide se a entrega será por táxi ou moto.

Segundo a irmã Carla, o serviço de delivery começou há cerca de 10 dias e os pedidos estão em alta. "Também o fizemos para ajudar os idosos que não podem sair de casa", assinalou.