PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Papa Francisco pede mudança à Igreja em um Ocidente em processo de descristianização

Diante dos cardeais, o primeiro papa latino-americano afirmou que a fé tem sido "negada, burlada, marginalizada e ridicularizada"

09:42 | 21/12/2019
Pope Francis presides the Via Crucis (Way of the Cross) torchlight procession at the ancient Colosseum (Colosseo, Colisee) on Good Friday, on April 19, 2019 in Rome. (Photo by Vincenzo PINTO / AFP)
Pope Francis presides the Via Crucis (Way of the Cross) torchlight procession at the ancient Colosseum (Colosseo, Colisee) on Good Friday, on April 19, 2019 in Rome. (Photo by Vincenzo PINTO / AFP) (Foto: Vincenzo PINTO / AFP)

O papa Francisco pediu neste sábado à Cúria Romana, o governo da Igreja, uma "profunda mudança de mentalidade" no contexto de um Ocidente em processo de descristianização.

"Não estamos mais no cristianismo, não estamos! Já não somos os únicos hoje a produzir cultura, nem os primeiros nem os mais ouvidos", afirmou o pontífice em sua tradicional felicitação à Cúria.

"Já não estamos mais em um regime de cristianismo porque a fé, especialmente na Europa, mas também em grande parte do Ocidente, não constitui mais um orçamento para conviver juntos. Pior ainda, (a fé) é negada, burlada, marginalizada e ridicularizada", disse o papa argentino diante de seus principais cardeais.

Esta "mudança de época obriga a uma mudança de mentalidade pastoral", completou o primeiro pontífice latino-americano da história, que desde sua eleição em 2013 tenta reformar as estruturas internas da Cúria.

Francisco advertiu ainda contra a rigidez e a tentação de refugiar-se no passado, no momento em que devem ser feitas "mudanças significativas".