PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Conheça tradições e superstições de Ano Novo ao redor do mundo

Pular de cadeiras, mergulhar em águas geladas e quebrar pratos são alguns dos costumes de Réveillon pelo mundo

Mirtes Rodrigues
14:04 | 19/12/2019
As cotas de patrocínio têm os seguintes valores: R$ 1,5 milhão para o Réveillon da Praia de Iracema, R$ 750 mil para o ciclo carnavalesco e R$ 250 mil para o aniversário de Fortaleza
As cotas de patrocínio têm os seguintes valores: R$ 1,5 milhão para o Réveillon da Praia de Iracema, R$ 750 mil para o ciclo carnavalesco e R$ 250 mil para o aniversário de Fortaleza (Foto: O POVO)

O Ano Novo é cercado de simbolismos e superstições, já que é visto por muitos como uma época de renovações. Pensando assim, muitas pessoas costumam fazer promessas, planos, e simpatias para virada do ano. Como a cultura é bastante vasta ao redor do mundo, existem inúmeras maneiras de realizar rituais na entrada do ano novo.

Dinamarca 

Os dinamarqueses costumam subir e pular de cadeiras quando o relógio marca meia-noite. Segundo eles, isso faz com que os espíritos ruins se afastem, trazendo boa sorte. Além disso, eles costumam quebrar pratos na frente da casa de seus amigos, numa prova de lealdade e amizade. Se no dia 1º de janeiro tiver uma grande quantidade de cacos em frente a casa, significa que o morador tem muitos amigos.

Canadá 

Os canadenses têm um jeito um pouco diferenciado de cumprir promessas. Em 1º de janeiro eles mergulham nas águas geladas em troca de promessas de amigos e familiares. Se o seu amigo cumprir a promessa, por exemplo, você paga mergulhando, no chamado mergulho do urso-polar.

Itália 

Na Itália existem várias superstições conhecidas ao redor do mundo. Beijar alguém embaixo do visco, comer lentilha, ou vestir uma roupa nova e jogar a velha fora, são algumas delas. Na região de Sicília costuma-se não realizar trabalhos manuais perto do Réveillon, porque como diz a tradição, não terminá-los ou fazê-los com pressa, dá má sorte. Em Nápoles, objetos velhos são jogados pela janela para se livrar do que passou.

Espanha 

Os espanhóis têm um costume bastante parecido com o nosso. Quando o relógio marca meia-noite, eles costumam comer 12 uvas, uma para cada badalada do relógio. Segundo a tradição isso significa sorte em cada mês do ano que está entrando.

Brasil 

Pular as sete ondas já é tradição no Brasil. Segundo a superstição, cada pulo representa um pedido que será atendido. Outra forma de tentar alcançar coisas melhores no ano que está entrando é, segundo os brasileiros, vestir roupas de determinadas cores, a mais comum é a branca, que simboliza a paz.