PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Boris Johnson diz que pediria desculpas a seu partido por adiamento do Brexit

09:25 | 03/11/2019
O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, afirmou que pediria "desculpas" aos membros do Partido Conservador por não ter cumprido a promessa de dar um desfecho ao Brexit até 31 de outubro. O compromisso de não adiar novamente a saída do Reino Unido da União Europeia foi sua principal plataforma na disputa pelo cargo dentro do partido, em julho.
Ele disse à Sky News neste domingo, 3, que é uma questão de "profundo arrependimento" o fato de não ter conseguido cumprir o prazo. Perguntado se sentia muito por conta disso, ele disse que "sim, completamente."
Os planos de Johnson de concretizar o Brexit em 31 de outubro foram bloqueados pelo Parlamento, que requeriu a ele que pedisse à União Europeia uma nova extensão do prazo. O bloco garantiu um prolongamento de três meses, até 31 de janeiro.
Johnson fez grande esforço para adiantar as eleições nacionais para 12 de dezembro, esperando conseguir um Parlamento mais favorável ao Brexit. Um de seus rivais em potencial, o líder do partido do Brexit, Nigel Farage, afirmou que não vai se candidatar no pleito.